Governo do nordeste cria auxílio para crianças e adolescentes no valor de R$ 500

PUBLICIDADE

Na última quarta (25), foram reunidos os governadores de nove dos estados brasileiros, que participam do Consórcio Nordeste, para fazer o lançamento de um auxílio para crianças e adolescentes que perderam seus pais no decorrer desta pandemia, o dinheiro no valor total de R$ 500 será entregue aos jovens até que seja atingida a maioridade.

Assim como os diversos auxílios que vieram por causa da pandemia do Covid-19, este agora contará com benefícios para jovens órfãos, que visa auxiliá-los na atual situação de vulnerabilidade da família.

O que é o programa Nordeste Acolhe?

O programa consistirá em um auxílio financeiro, assim como os benefícios atribuídos em decorrência ao vírus que têm assolado o mundo desde o final de 2019. Este programa poderá beneficiar as crianças e adolescentes que tenham perdido os pais há mais de um ano pelo covid, caso a família não possuísse mais do que três salários mínimos e que também estejam sobre cuidados de alguma família substituta ou que residam em orfanatos. 

PUBLICIDADE

Esta iniciativa foi primordialmente apresentada pela Câmara de Assistência Social com o objetivo de incluir uma proteção contínua e uma redução dos impactos econômicos devido à perda de seus responsáveis financeiros.

Este programa beneficiará mais de 20 mil crianças e adolescentes de nove estados do Brasil. Os estados com mais órfãos são, Bahia com mais de 6 mil e o estado do Ceará logo em seguida com mais de 5 mil jovens.

Governo do nordeste cria auxílio para crianças e adolescentes no valor de R$ 500
Fonte/Reprodução: Original.

Como funcionará o programa?

O programa vai contemplar os jovens órfãos, ao apresentar comprovante de residência fixa. Todos os estados apontados terão de atuar com o seu programa estadual. 

Assim como o adotado recentemente no Pernambuco, que se chama de Pernambuco Protege, que auxiliará com metade de um salário mínimo, os jovens até a maioridade, mas também poderá ser estendido até os 24 anos de idade, caso seja ingressado em alguma universidade.

PUBLICIDADE

Pode ocorrer nos outros estados, como aconteceu em Pernambuco, que no caso de acobertamento de outro programa de seguridade social, como o BPC, a negação desde auxílio aos órfãos. Entretanto, o auxílio do Bolsa Família não poderá ser incluído na lista para a possibilidade de bloqueio do benefício do Nordeste Acolhe.

Leia também:

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.