quarta-feira, 28 de setembro de 2022 - 28/09/2022 16:22:00
MundodasTribos

AFP PHOTO / HECTOR GUERRERO

O nadador Thiago Pereira continua sua caça ao mesatenista Hugo Hoyama para ver quem termina o Pan de Guadalajara com o maior número de medalhas de ouro na história do Brasil nos Jogos. Se um pouco mais cedo Hoyama havia faturado sua 10ª medalha dourada, Thiago não deixou por menos e à noite ganhou seu nono ouro em Pans, na prova dos 100m costas. Até aqui, Thiago segue com 100% de aproveitamento no México, já que ganhou a medalha dourada nas três provas em que competiu. Na mesma disputa, a natação brasileira assegurou também a medalha de bronze graças ao bom desempenho de Guilherme Guido.

Thiago Pereira venceu a prova dos 100m costas. É o terceiro ouro dele no Pan do México

Polêmica e ouro para o Brasil

Uma polêmica envolvendo um nadador brasileiro marcou as competições nas piscinas de Guadalajara no terceiro dia de competições. Na final dos 200m borboleta, o jovem atleta Leonardo de Deus, de apenas 20 anos, faturou a medalha de ouro em sua primeira prova em Jogos Pan-Americanos, mas foi desclassificado da prova por conta de um patrocínio irregular na touca. Porém, poucos minutos depois, a organização dos Jogos analisou o caso, reconsiderou a decisão e confirmou a vitória do brasileiro. Depois de tanto sofrimento, Leonardo subiu ao pódio visivelmente emocionado para receber sua medalha.

Ainda nos 200m borboletas, o atual campeão pan-americano Kaio Márcio marcou o terceiro melhor tempo e ficou com a medalha de bronze para o Brasil. Agora, a natação brasileira soma 12 medalhas em Guadalajara: seis de ouro, quatro de prata e duas de bronze.

Meninas da ginástica rítmica fazem história em Guadalajara

Conjunto da ginástica rítmica fatura mais um ouro

O conjunto do Brasil conquistou o segundo ouro no Pan de Guadalajara. Desta vez, o título veio na prova de conjunto com cinco bolas. As meninas do Brasil tiraram 25,050 pontos e superaram as americanas e as canadenses, que completaram o pódio, respectivamente. No domingo, as brasileiras conquistaram o primeiro ouro do Brasil na modalidade.

Quem brilhou também foi a paranaense Angélica Kvieczynski. No terceiro dia de provas, a ginasta conquistou dois bronzes, um na prova do arco e o outro na disputa com a bola. No domingo, Angélica já havia levado outra medalha de bronze.

Com as medalhas obtidas nesta segunda, a ginástica rítmica do Brasil chegou à quinta conquista em Guadalajara.

O conteúdo "Natação e Ginástica Rítmica roubam a cena no o Pan e garantem mais três ouros para o Brasil" foi feito por Redacao e distribuído por MundodasTribos na categoria Esportes em .

Redacao

Redação Mundo das Tribos.

1

Pode ser do seu interesse

Artilheiro do Palmeiras em 2011, Luan quer títulos no ano que vem

Artilheiro do Palmeiras em 2011, Luan quer títulos no ano que vem

Tênis Asics Feminino e Masculino – Fotos

Tênis Asics Feminino e Masculino – Fotos

Após cirurgia, Cassano divulga carta agradecendo ao carinho dos fãs e dos amigos

Após cirurgia, Cassano divulga carta agradecendo ao carinho dos fãs e dos amigos

No ataque: Corinthians não cansa de reforçar setor ofensivo

No ataque: Corinthians não cansa de reforçar setor ofensivo

Fluminense e Inter fazem jogo com cara de decisão

Fluminense e Inter fazem jogo com cara de decisão

Sistema defensivo é a arma do Corinthians rumo ao título do Brasileirão

Sistema defensivo é a arma do Corinthians rumo ao título do Brasileirão