Narcolepsia: causas, o que é, tratamento

A narcolepsia não é um problema muito conhecido entre a população, no entanto ela acomete um número restrito de pessoas, tendo um impacto significativo…

Na narcolepsia, o indivíduo cai no sono subitamente.

A narcolepsia não é um problema muito conhecido entre a população, no entanto ela acomete um número restrito de pessoas, tendo um impacto significativo na vida de seus portadores. Confira algumas informações a respeito do assunto.

Conheça mais sobre a importância de dormir.

Definição de narcolepsia

A narcolepsia é uma desordem que traz como resultado uma dificuldade que a pessoa tem em se manter acordada, de modo a fazer com ela caia subitamente no sono, mesmo durante o dia. Em geral, essas “cochiladas repentinas” ocorrem quando a pessoa não apresentou uma boa noite de sono, sendo que esses episódios afetam de forma negativa o convívio social do portador.

Compreendendo as fases do sono

Nós temos dois tipos principais de sono, o que conta com o movimento rápido dos olhos (sono REM) e o de não movimento rápido dos olhos (sono NREM). No início do cochilo, entramos na fase NREM, sendo que à medida que o sono se torna mais profundo, atingimos a fase REM. No sono REM, os olhos realizam um rápido movimento, porém a pessoa está incapacitada de mover qualquer músculo do corpo e é isso é o que impede as pessoas de terem reações físicas quando estão sonhando.

A narcolepsia

Uma pessoa portadora de narcolepsia apresenta um padrão de sono diferente do das pessoas comuns, pois nesses pacientes a fase do sono REM ocorre antes da NREM, dificultando a divisão entre a linha do sono e da vigília.

Principais causas

São diversas as causas que estão relacionadas com o desencadear da narcolepsia. Porém, as principais delas estão:

  • Infecção;
  • Leão ou morte de células cerebrais;
  • Alterações hormonais;
  • Estresse.

Nosso sono é dividido em fases, sendo as principais a REM e NREM.

Conheça as manifestações clínicas

Para compreender melhor, as principais manifestações dos sinais e sintomas dos portadores de narcolepsia são:

  • Perda súbita do controle;
  • Perda da força muscular;
  • Incapacidade de se mover;
  • Cair no sono subitamente;
  • Sonhos vividos ao dormir ou acordar (alucinações).
Leia Também:  Narcolepsia: Sono Excessivo

Consequências da narcolepsia

A maioria das pessoas que são portadoras de narcolepsia “caem” no sono sem perceberem, mesmo estando em ambientes inapropriados. Esses ataques podem acontecer enquanto se dirige, durante as refeições ou realizando qualquer outra atividade rotineira. Por a isso, essas pessoas acometidas por esse distúrbios, possuem maior chance de se envolverem em:

  • Acidentes;
  • Lesões corporais;
  • Problemas no trabalho ou no estudo;
  • Dificuldade de memorização, raciocínio e concentração;
  • Problemas sociais;
  • Manifestar depressão.

Leia também: Ficar sem dormir pode afetar coordenação motora.

Formas de tratamento

Infelizmente, até o momento, não existe cura para essa afecção. Assim, quando uma pessoa começa a manifestar os sinais e sintomas da narcolepsia, ele a apresentará pelo resto da vida. Porém, é possível diminuir a apresentação dos episódios através do uso de alguns medicamentos, em associação com algumas mudanças no estilo de vida. Vale lembrar que o tratamento é baseado na gravidade dos sintomas, sendo extremamente importante buscar a orientação de um médico especialista para iniciá-lo.

Com o tratamento adequado é possível controlar as crises de sono.

A narcolepsia é uma condição clínica pouco conhecida pela sociedade. No entanto, ela acomete uma pequena parte da população e merece grande atenção, devido suas graves consequências. Diante de um quadro de narcolepsia, é fundamental buscar orientação de um médico, pois apenas ele terá as condições ideais para a realização de um diagnóstico e tratamento adequados.

Dormir pouco interfere em perder peso . Confira mais sobre o assunto.

Top