Mudanças no Minha Casa Minha Vida 2012

O “Minha Casa Minha Vida” é um programa do Governo Federal que tem como objetivo garantir moradias às famílias por preços mais acessíveis. Desde…

O “Minha Casa Minha Vida” é um programa do Governo Federal que tem como objetivo garantir moradias às famílias por preços mais acessíveis. Desde que foi lançada, a iniciativa já contribuiu com milhares de pessoas, que puderam finalmente sair do aluguel e realizar o sonho da casa própria.

O programa Minha Casa Minha Vida terá algumas mudanças para ampliar o seu acesso. (Foto:Divulgação)

Desde que foi lançado, em 2009, o programa habitacional procurou seguir uma mesma linha para beneficiar as famílias brasileiras. Entretanto, o ministro do Trabalho, Carlos Brizola Neto, anunciou uma série de mudanças para os valores dos imóveis e subsídios concedidos. A decisão de reformular o programa foi tomada dentro do Conselho Curador do FGTS com a meta de ampliar o acesso ao “Minha Casa Minha Vida”.

Saiba mais: Novas regras do programa Minha Casa, Minha Vida

O que mudou no programa Minha Casa Minha Vida?

Valores dos Imóveis
A mudança consistiu, basicamente, em fazer um reajuste nos valores dos imóveis. Se antes o valor máximo de uma casa era de R$ 170 mil, agora as famílias podem solicitar as vantagens do programa habitacional ao adquirir imóveis com o preço de R$ 190 mil. O aumento de 20 mil reais no valor máximo é válido para as propriedades dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal.

Em cidades com mais de 1 milhão de habitantes e demais capitais do país,o valor máximo do imóvel subiu de R$ 150 mil para R$ 170 mil. Por outro lado, em municípios com população de 250 mil e 1 milhão de pessoas, o valor da casa financiada aumentou de R$ 130 mil para R$ 145 mil.

Os valores dos imóveis foram alterados. (Foto:Divulgação)

Se a população da cidade é de 50 mil e 250 mil, a família que recorrer ao programa “Minha Casa Minha Vida” não precisa financiar um imóvel de R$ 100 mil, mas pode procurar uma propriedade de R$ 115 mil. Nas demais cidades com população inferior a 50 mil habitantes, o valor máximo do imóvel foi de R$ 80 mil para R$ 90 mil.

Leia Também:  Anunciar Imóveis Grátis na Internet

Faixa de renda
O programa habitacional do Governo também vai apresentar mudanças no que diz respeito à faixa de renda. O salário familiar intermediário, que antes era de no máximo R$ 3,1 mil, aumentou para R$ 3,275 mil. A faixa 1 do programa manteve o seu valor máximo de R$ 1,6 mil, tal como a faixa 3, que também optou por manter o teto de R$ 5 mil.

Subsídios e juros
É com base na faixa de renda que se realiza o cálculo do subsídio. Quem ganha menos tem maior subsídio, mas também houve reajuste neste aspecto do programa. As famílias que possuem renda mensal de no máximo R$ 1,6 mil tiveram o subsídio ampliado de R$ 23 mil para R$ 25 mil.

As taxas de juros da faixa renda 3 do Minha Casa Minha Vida caíram. (Foto:Divulgação)

As taxas de juros da faixa renda 3 do Minha Casa Minha Vida (salário entre R$ 3.275 e R$ 5 mil) também foi reduzida, passando de 8,17% para 7,16% ao ano. Entretanto, não ocorreram mudanças na faixa 1 (até R$ 1,6 mil), por isso o programa continuará cobrando juros de 5% ao ano. Na faixa 2 (R$ 2.455 e R$ 3.275), o juros permanece 6%.

 Veja também: Programa Minha Casa Minha Vida 2012

Top