Motivos para conversar com o bebê durante a gravidez

A relação de afeto e carinho saudável criado pelos pais para com seus filhos desde a gestação na barriga da mamãe é muito importante…

A relação de afeto e carinho saudável criado pelos pais para com seus filhos desde a gestação na barriga da mamãe é muito importante para seu desenvolvimento e proporciona muitos benefícios na fase adulta. Saiba mais sobre os motivos para conversar com o bebê durante a gravidez.

O bebê ouve tudo o que está acontecendo ainda na barriga da mãe. (Foto: divulgação)

Conversando com o bebê

O espaço de proteção e aquecimento na barriga da mamãe não é um local isolado. Antes mesmo de nascer, o bebê pode sentir e ouvir o que está acontecendo com a mãe. Esse momento é muito importante, pois tudo o que acontece e é dito pode se refletir no desenvolvimento do bebê e pode ter influências no comportamento futuro da criança.

Conversar com o bebê, fazer carinhos na barriga, cantar e ouvir música são gestos que ele percebe ainda no útero. Esses momentos proporcionam ao pequeno a sensação de segurança e tranquilidade, auxiliando no fortalecimento do vínculo entre a mãe e o mundo a sua volta. Isso já é um grande motivo para dar atenção ao seu bebê na barriga.

É muito importante que a mãe converse com o bebê ainda na barriga. (Foto: divulgação)

Veja também dicas de cuidados para mulheres grávidas 

Motivos para conversar com o bebê durante a gravidez

1. Bebê mais calmo: ainda na barriga da mãe o bebê responde a mãe de uma maneira muito especial. Quando a mamãe conversa com ele seus batimentos ficam mais calmos, ele se movimenta, pisca e fica por dentro de tudo o que está acontecendo. A conversa com o bebê durante a gravidez pode influenciar no comportamento após o nascimento, tornando-as crianças mais calmas;

2. Criança segura: com o carinho e boas conversas desde a barriga da mãe a criança se sente mais protegida e estável emocionalmente, crescendo mais independente e segura. É possível estabelecer um vínculo de confiança e intimidade entre os pais e os pequenos ainda na gravidez;

Leia Também:  Receita de quibe de batata

3. Aprendizado e socialização: nascer em uma família onde o pai e mãe criam vínculos fortes e proveitosos auxiliam no aprendizado da criança, na capacidade de pensar e de se socializar com outras pessoas. As habilidades sociais que as crianças necessitam são mais fáceis quando existe segurança e autonomia criados pelo vínculo afetivo entre os pais e filhos desde a gravidez;

4. Adolescentes com boa auto-estima: as vantagens dessa relação de carinho e afeto beneficiam também na adolescência, pois elevam a auto-estima, fazendo com o que adolescente consiga passar por essa fase com mais tranquilidade, segurança e autoconfiança;

5. Exercícios de maternidade e paternidade: além de ser uma excelente fonte de formação vincular, atua também como exercício de maternidade e paternidade, reconhecendo que o bebê é a mesma pessoa com quem manterá o diálogo após o nascimento.

O carinho, afeto e diálogo na gravidez podem influenciar na vida futura do bebê. (Foto: divulgação)

Veja também álcool durante a gravidez pode reduzir o qi do bebê 

A vida do bebê começa antes mesmo do seu nascimento e pode ser estruturada de forma simples e saudável, através de uma boa conversa, compreensão, sintonia e respeito. Conversar com o bebê durante a gravidez auxilia no seu desenvolvimento e formação para a vida adulta. Não é preciso um discurso longo. Palavras curtas, ditas com intensidade e carinho podem significar muito, pois ele irá se sentir compreendido e muito amado.

 

Top