Morte súbita infantil: saiba como prevenir

Morte súbita infantil: entenda o que é e como evitá-la Qual família não se anima com a chegada de um bebê? Aquela “coisinha fofa”,…

Morte súbita infantil: entenda o que é e como evitá-la

Qual família não se anima com a chegada de um bebê? Aquela “coisinha fofa”, com cheiro indescritível e único muda a vida e a rotina de qualquer um. Cada sorriso, suspiro, movimento é gravado e guardado na memória com muito orgulho por todos que o cercam. O alívio é enorme quando, após as consultas de rotina, o pediatra afirma que o bebê é saudável. Porém, em um belo dia, a mãe coloca o bebê para dormir e ele não mais acorda. Que doença é essa que chega inesperada e atormenta a vida das atuais e futuras mães?

O quadro de amargura e de imensa tristeza que foi descrito anteriormente é um caso clássico da síndrome da morte súbita em lactentes, o qual acomete bebês de até um ano de idade. Infelizmente é a morte que ocorre sem um motivo ou doença prévia e que continua sem explicação mesmo após revisão da história clínica e, até mesmo, após necropsia.

Essa síndrome geralmente ocorre em bebês saudáveis o que deixa dúvidas imensas nas cabeças dos médicos atendentes. Para se ter uma ideia da sua grandeza e importância, é a primeira causa de morte em bebês no primeiro ano de vida e a terceira causa de mortalidade infantil nos Estados Unidos. No Brasil, apesar de não se terem dados comprovados, é uma síndrome que ocorre, também, com muita frequência, tanto que foi assunto de campanha publicitária durante muito tempo.

Apesar da sua alta prevalência, ainda não se sabe a origem de sua causa. Até o momento o que se sabe é que a posição em que o bebê dorme no berço possui uma relação direta com a sua ocorrência, além de outros fatores também envolvidos, como: consumo de álcool e cigarro durante e após a gestação, não realização do pré-natal, sem mencionar outros mais.

Continuar Lendo  Meditar para passar a ansiedade

Para evitar que isso ocorra com o seu bebê ou com algum bebê próximo a você, daremos algumas dicas de prevenção.

  1. Coloque o bebê para dormir de barriga para cima. Evite as posições de lado ou de barriga para baixo;
  2. Desde que esteja sob a atenção de um adulto, é possível colocar o bebê de barriga para baixo, pois essa posição fortalece a musculatura e ajuda no desenvolvimento do bebê;
  3. Retire todos os objetos que estão dentro do berço, como bichos de pelúcia, travesseiros, almofadas, esses podem colaborar com o sufocamento do bebê;
  4. O bebê não deve dormir junto com os pais;
  5. Não esqueça de manter a temperatura do quarto agradável e sempre arejado;
  6. Quando for colocar o bebê para dormir, opte por roupas leves;
  7. Oriente e posteriormente verifique se a cuidadora também está seguindo as instruções fornecidas;
  8. Não permita que fumem dentro do quarto ou próximo ao bebê.

A vida do seu filho depende das suas atitudes!

Top