Morre garoto britânico da campanha ‘Ajude Harry’

  Depois de ter conseguido arrecadar mais de 500 mil libras (R$1,4 milhão) para a caridade, morre o britânico de 11 anos após uma…

 

Depois de ter conseguido arrecadar mais de 500 mil libras (R$1,4 milhão) para a caridade, morre o britânico de 11 anos após uma intensa luta que durou cerca de quatro anos contra um tumor no cérebro.

Harry Moseley ficou famoso depois que começou a comercializar pulseiras, as quais ele mesmo fazia preparava para uma campanha chamada “Ajude Harry a Ajudar Outros”, unido à ONG Cancer Research UK.

Devido ao trabalho beneficente que realizava e ao mesmo tempo encarava a radioterapia e a quimioterapia, Harry ganhou o título de “Criança Mais Generosa da Grã-Bretanha” e conquistou muitos fãs, entre eles os jogadores de futebol Frank Lampard,  Rio Ferdinand e John Terry, o primeiro-ministro David Cameron, além de empresários e apresentadores de TV.

Twitter

Após seu tumor ter aumentado em 50%, Harry entrou em coma e teve de realizar uma cirurgia. No domingo, a mãe do garoto, Georgina Moseley comunicou sua morte no Twitter @harry_moseley.”Meu menino corajoso e inspirador adormeceu nos meus braços às 23h10. De repente, nosso mundo virou um lugar muito escuro e cruel.”

Após o anúncio, a página do Twitter de Harry foi preenchida de homenagens ao garoto. Richard Taylor, diretor-executivo de arrecadações e marketing da instituição a qual Harry ajudava, ressaltou estar extremamente entristecido em ficar sabendo que o garoto perdeu sua luta contra o câncer com apenas 11 anos de idade.

“Harry era um menino especial – mesmo quando enfrentava uma doença fatal, ele manteve sua personalidade audaciosa e sua vontade de ajudar os outros”, disse Taylor

“Era o desejo de Harry que toda a Grã-Bretanha usasse uma de suas pulseiras com orgulho. Ele tocou os corações de todos que ele encontrou e a diferença que ele fez em sua curta vida é impressionante.”

Continuar Lendo  Anabolizantes: Uso da substância cresce 75% em seis anos no Brasil

Top