Mofo na parede: como remover

O período de chuva está se aproximando e, com ele, os problemas provocados pelo excesso de água. A maioria das pessoas, por exemplo, com…

Por Paulo Lima em 29/12/2012

O período de chuva está se aproximando e, com ele, os problemas provocados pelo excesso de água. A maioria das pessoas, por exemplo, com a chegada da temporada de chuva, já começa a se preocupar com o mofo que aparece na parede e gera transtornos para quem sofre de problemas respiratórios.

Veja também: Como manter a casa protegida da chuva.

Dicas para evitar o mofo

O mofo é um dos problemas causados pelo excesso de chuva bastante comum durante o verão. (Foto: Divulgação).

Apesar de não ser possível evitar totalmente o surgimento do bolor, é possível com algumas dicas diminuir os estragos por ele provocados. Para isso, o primeiro passo é verificar quais são as suas causas. Desse modo, as medidas que você tomar terão um efeito mais duradouro e efetivo sobre o problema.

Caso o bolor esteja sendo causado por uma infiltração, você deve reparar o vazamento antes de realizar a repintura. Com o vazamento solucionado, limpe a região com uma solução de água potável e água sanitária e use um fundo preparador para paredes.

Antes de remover o mofo, você deve verificar qual é a origem do problema. (Foto: Divulgação).

Outros fatores também podem favorecer o aparecimento do mofo, como tapetes, cortinas e pisos de carpete. O ideal é removê-los da região que está com o bolor, já que eles abafam, retêm a umidade e comprometem a circulação de ar.

Além disso, evite que a mobília fique colocada junto à parede. O ideal é deixar os móveis a pelo menos cinco centímetros de distância da parede, para favorecer a circulação do ar e evitar assim o acúmulo de umidade. No caso de armários embutidos, procure saber se na sua instalação foram colocadas placas de isopor na parede para impedir o contato direto com a madeira.

Saiba como remover manchas de mofo em roupas.

Como remover o mofo da parede

A repintura só é necessária nos casos em que o mofo já se encontra num estágio avançado. (Foto: Divulgação)

Para casos em que o mofo está em fase inicial, uma simples limpeza já é suficiente para removê-lo, sem a necessidade da repintura. Se o bolor estiver na parede, basta esfregar o local com plano umedecido numa mistura de água e vinagre (proporção 1 por 1). Em azulejos, a limpeza deve ser feita com plano molhado numa solução de água e cloro (proporção de 10 pra 1).

Quando o bolor já tiver comprometido a pintura, você deve remover as partes atingidas com espátula e lixa. Em seguida, limpe a região com uma solução de água potável e água sanitária ou de água potável e cloro. Feito isso, aplique o fundo reparador e aguarde secar, para poder lixar o local novamente. Finalize o procedimento pintando a área afetada com tinta acrílica antimofo.

Agora, com essas dicas, você vai deixar sua casa preparada para enfrentar o período de chuva sem comprometer a sua saúde e a saúde da sua família.

Top