Mitos e verdades sobre prisão de ventre

A prisão de ventre é um problema que afeta muitas pessoas, especialmente mulheres. Infelizmente, devido à falta de conhecimento sobre o hábito intestinal normal,…

A prisão de ventre é um problema que afeta muitas pessoas, especialmente mulheres. Infelizmente, devido à falta de conhecimento sobre o hábito intestinal normal, há muitas inverdades a respeito do assunto, resultando em algumas recomendações que podem ser perigosas à saúde. Para prevenir problemas e entender melhor sobre o assunto, conheça mitos e verdades sobre a prisão de ventre.

Confira algumas dicas contra o intestino preso.

A regra do três ajuda a saber quando o hábito intestinal é normal. (Foto: divulgação)

A regra do três

Como o hábito intestinal pode variar muito de uma pessoa para outra, sem que seja considerado patológico ou sugestivo de algum problema de saúde, uma dica bastante eficiente para identificar eventuais alterações é seguir a “regra do três”.

A regra é bem simples: o hábito intestinal é considerado dentro dos padrões caso a pessoa vá ao banheiro 3 vezes no mesmo dia ou até 1 vez a cada 3 dias. É claro que esse método é bastante simples e deixa de considerar vários fatores importantes, mas ajuda a ter uma noção do que é esperado em situações normais.

Mitos e verdades sobre prisão de ventre

  • O ideal é ir ao banheiro uma vez ao dia

Mito. Como explicado na regra do três, o hábito intestinal varia muito de uma pessoa para outra e, mais importante do que a frequência diária de evacuações é sua constância. Por exemplo, as chances de haver algum problema com uma pessoa que vai ao banheiro uma vez a cada 4 dias é muito menor do que em uma que vai diariamente e, de repente, fica apenas 3 dias sem ir.

Comer fibras pode ajudar a minimizar o problema. (Foto: divulgação)

  • Manter boa hidratação ajuda o intestino a funcionar
Continuar Lendo  Intestino desregulado o que fazer?

Verdade. Beber muita água e se prevenir da desidratação é uma maneira bastante eficiente de evitar a prisão de ventre, pois os líquidos ingeridos são capazes de manter as fezes com menor densidade, facilitando o trânsito gastrintestinal. Bebidas alcoólicas ou cafeinadas podem ter efeito contrário, sendo prejudiciais à saúde.

  • Prisão de ventre indica a necessidade de comer mais fibras

Mito. Apesar do aumento da ingestão de fibras poder ser benéfico nos processos de prisão de ventre aguda, ele não é o único fator envolvido e pode até mesmo acabar piorando a situação caso a ingestão de água esteja sendo inadequada. Além do mais, especialmente nos casos crônicos, doenças como distúrbios da tireoide e diabetes podem estar envolvidos.

Saiba quais as melhores frutas para soltar o intestino.

  • Segurar a vontade de ir ao banheiro é prejudicial

Verdade. Ao alcançar a porção final do cólon praticamente mais nenhum tipo de nutriente é absorvido, com exceção da água, que é retirada dando forma às fezes. Quando o estímulo para ir ao banheiro é ignorado, apenas depois de 8 horas haverá um novo estímulo. O resultado é que as fezes podem se tornar demasiadamente endurecidas, dificultando muito a evacuação.

Saiba como melhorar o hábito intestinal.

O intestino preso é um problema que afeta muitas pessoas. (Foto: divulgação)

Por ser bastante variável, o hábito intestinal e a prisão de ventre são assuntos que ainda geram grandes discussões. Muitos mitos podem surgir, e para ficar prevenido contra algumas recomendações que podem ser perigosas, é necessário se manter bem informado sobre o assunto.

Top