Mitos e verdades sobre fotodepilação

Pelos não trazem vantagem alguma para as mulheres, em relação à estética. A tarefa constante de eliminá-los é muito incômoda e, por isso, muitas…

Pelos não trazem vantagem alguma para as mulheres, em relação à estética. A tarefa constante de eliminá-los é muito incômoda e, por isso, muitas pessoas optam por procedimentos que, embora mais caros do que os tradicionais, prometem eliminar os pelos, pelos menos por algum tempo. A fotodepilação é um dos métodos em que é usada a luza pulsada para eliminação definitiva dos cabelos incômodos. Muitas vezes confundida com a depilação a laser, os procedimentos têm diferenças. Veja alguns mitos e verdades sobre a fotodepilação.

A fotodepilação é menos agressiva do que o procedimento com laser (Foto: Divulgação)

Mitos da fotodepilação

A fotodepilação é um dos procedimentos que prometem eliminar definitivamente os pelos, por meio de uma luz pulsada, que os enfraquece, gradualmente. Porém, ela pode não apresentar os mesmos resultados para todas as pessoas. A luz age com mais eficácia em pelos grossos e escuros, já que o enfraquecimento deles é feito por meio da melanina presente. Portanto, pelos muito finos ou claros podem não ser eliminados, rapidamente ou definitivamente.

Conhecida, também, por ser menos agressiva que o laser, a fotodepilação não é indolor, como muitos pensam. Cada pele tem um tipo de sensibilidade e as respostas podem ser variadas. Entretanto, ao menos uma fisgadinha a pessoa irá sentir, nas sessões. Porém, não são dores intensas.

Os resultados dependem do tipo de pelos da pessoa (Foto: Divulgação)

A fotodepilação não pode ser feita em todos os tipos de pele. A pele negra, por exemplo, pode ficar com manchas claras, ao redor dos pelos.

O procedimento também não apresenta resultados, nas primeiras aplicações. Em geral, é preciso fazer de seis a sete sessões, para constatar resultados da fotodepilação. A depilação com laser já apresenta efeitos, logo no primeiro dia de tratamento.

Leia Também:  Lipo Barriga Tanquinho, Lipo de Alta Definição Preço

Verdades da fotodepilação

A fotodepilação precisa de manutenção. Isso quer dizer que os pelos podem, sim, voltar. Em geral, pode ser necessário fazer reaplicações após seis meses a um ano do tratamento. Em média, 80% das mulheres têm os pelos diminuídos ou eliminados. Porém, há casos de pelos que voltam. Fatores genéticos e metabólicos interferem nos resultados; por isso, há casos em que os folículos pilosos destruídos se regeneram voltam a produzir pelos.

Fotodepilação precisa de manutenção (Foto: Divulgação)

A segurança do procedimento também é preocupação de muitas pessoas. A fotodepilação é segura. Entretanto, complicações podem ocorrer, caso os profissionais sejam qualificados e façam uma avaliação prévia da pele da (do) cliente. Mas vale lembrar que a técnica não pode ser usada em qualquer pessoa. Gestantes, lactantes e pessoas com problemas de pele (como vitiligo e lúpus) não podem receber fotodepilação.

Top