Mitos e verdades sobre corrimento vaginal

Mitos e verdades sobre corrimento vaginal

Durante algumas fases do ciclo menstrual, a mulher gera algumas secreções que são consideradas naturais para o seu organismo. Porem, essa secreção não é…

Por Editorial MDT em 28/09/2013

Durante algumas fases do ciclo menstrual, a mulher gera algumas secreções que são consideradas naturais para o seu organismo. Porem, essa secreção não é considerado natural quando causa coceira, ardor ou cheiro desagradável.Saiba mais sobre o assunto e confira alguns mitos e verdades sobre o corrimento vaginal.

O corrimento vaginal pode causar dor, odor e coceira. (Foto: divulgação)

O que é corrimento vaginal

Corrimento vaginal é o nome dado para se referir as secreções vaginais. Ele pode variar em consistência, coloração e odor. Muitas vezes esse problema provoca uma espécie de mancha branco-acinzentada ou amarelo-esverdeada na calcinha, além de cheiro forte, da coceira e do ardor.

Segundo especialistas, o corrimento vaginal não é uma doença, mas sim um indicativo de que algo não vai muito bem. Esse muco é fruto de inflamação dos tecidos vaginais, que passam a produzir secreção devido a isso.

O corrimento vaginal gera muitos mitos e verdades. (Foto: divulgação)

Mitos e verdades sobre o corrimento vaginal

1. Todas as secreções são indicativas de corrimento.

Mito. Quando a secreção é semelhante a uma clara de ovo e acontece no meio do ciclo menstrual é um sinal de ovulação. Se o corrimento estiver cheirando mal, é de cor branca ou marrom, provocando dor, o ideal é consultar o ginecologista.

2. Corrimento acompanhado de coceira é sinal de problema.

Verdade. A coceira, dor e o mau cheiro são sinais de que algo está errado. Por isso, é preciso ir ao médico para avaliar o caso.

3. O absorvente pode causar corrimento.

Verdade. O absorvente quando não trocado a cada três horas ou o interno pode provocar corrimento. Ele impede que a vagina respire, resultando nesse problema.

4. Corrimento é indicativo de falta de higiene.

Mito. Ele pode ser um sinal de que você precisa tomar alguns cuidados, como não deixar que a calcinha seque no banheiro e usar menos calças apertadas ou calcinhas de tecido sintético.

5. Sabonete cura corrimento.

Mito.Os sabonetes íntimos possuem pH mais próximo ao natural da vagina e por isso ajudam a prevenir infecções. Os sabonetes íntimos não são remédios e não resolvem o problema depois de serem instalado.

As calcinhas podem causar corrimento vaginal. (Foto: divulgação)

O corrimento vaginal é um problema que acomete grande parte das mulheres. Dentre as causas do corrimento vaginal está a falta de respiração da vagina, uso de absorventes e outras problemas. O ideal é consultar o ginecologista ao surgirem os sinais e sintomas para avaliar melhor o caso.

Top