Mitos e verdades sobre cirurgia íntima

A perineoplastia, a mais popular dentre todas as cirurgias plásticas íntimas, ajuda as mulheres a recuperarem a autoestima e se sentirem mais confiantes e confortáveis…

A perineoplastia, a mais popular dentre todas as cirurgias plásticas íntimas, ajuda as mulheres a recuperarem a autoestima e se sentirem mais confiantes e confortáveis com a estética da genitália. Apesar de não ser um problema muito comentado, o descontentamento com a aparência da região, especialmente após sucessivas gestações, é algo que assola a vida de muitas mulheres e pode ser facilmente corrigido através desse procedimento cirúrgico. Esclareça algumas dúvidas e conheça os mitos e verdades sobre a cirurgia íntima.

Confira a lista de famosas que fizeram cirurgia íntima.

Existem vários tipos de cirurgias íntimas. (Foto: divulgação)

Mitos e verdades sobre cirurgia íntima

A cirurgia plástica íntima serve para fazer a paciente voltar a ser virgem

Mito. A reconstrução do hímen é outro procedimento cirúrgico e não apresenta impacto estético, enquanto que a perineoplastia é a cirurgia indicada para mulheres que sofrem com problemas estéticos vaginais, como as que sofreram laceração na parede vaginal devido a parto normal. Outros procedimentos estéticos íntimos que podem ser realizados são a lipoaspiração do monte de vênus, remodelação dos grandes lábios, aumento do volume dos grandes lábios, redução dos pequenos lábios (ninfoplastia) e redução do capuz clitoriano.

Essas alterações são bastante comuns e prejudicam a qualidade de vida da paciente, podendo desencadear traumas psicológicos, constrangimento e até mesmo dor e desconforto durante o as relações sexuais.

A cirurgia íntima é um procedimento bastante simples

Verdade. A diminuição do tamanho dos pequenos lábios vaginais é um procedimento muito seguro, com resultados bastante satisfatórios. A cirurgia dura em média 30 minutos e é feita com anestesia local e sedação. Geralmente a alta hospitalar ocorre no mesmo dia.

Esquema da realização da ninfoplastia. (Foto: divulgação)

A recuperação é dolorosa e demorada

Mito. Inicialmente pode ocorrer edema e equimose, o que é natural em qualquer intervenção cirúrgica e tende a regredir dentro de 2 semanas. Entretanto, a recuperação costuma ser bem tranquila e livre de problemas como muita dor. Outra facilidade é que os pontos são absorvíveis e por isso não é necessário ir ao médico para retirá-los.

Leia Também:  Como arrumar unha quebrada: dicas

A cicatriz é bastante discreta e quase não dá pra perceber

Verdade. Devido a posição do corte e características da pele, a cicatriz é bastante discreta e praticamente imperceptível.

É preciso guardar repouso do trabalho por muito tempo e evitar sentar por alguns dias

Mito. Desde que não seja exercido nenhum tipo de esforço físico na atividade laboral, é possível voltar ao trabalho após três dias do procedimento estético. Não há restrições quanto a se sentar.

É preciso aguardar quatro semanas para retomar a atividade sexual

Verdade. Para evitar problemas como infecção secundária e rompimento dos pontos é necessário se abster sexualmente durante 1 mês. Após esse período, caso não haja nenhuma complicação, é possível retomar as atividades sexuais.

O Brasil é líder mundial em cirurgia íntima. Saiba mais.

A cirurgia íntima ajuda a devolver a autoestima. (Foto: divulgação)

A cirurgia íntima não é um procedimento muito popular, mas pode resolver o problema de muitas mulheres que sofrem com alterações estéticas nos genitais. Conhecer alguns mitos e verdades sobre a cirurgia íntima é uma maneira de se manter bem informada e não correr o risco de ser enganada sobre o assunto.

Top