Mitos e verdades sobre bebidas energéticas

Um tipo de bebida que tem feito muito sucesso e que tem se tornado cada vez mais comum do que se imagina são as energéticas. Elas são famosas pelo sabor delicioso e também por proporcionar uma espécie extra de energia para os consumidores. Porém, muitos mitos são criados em relação aos energéticos. Pensando nisso, selecionamos alguns mitos e verdades sobre as bebidas energéticas.

As bebidas energéticas não devem ser consumidas com bebidas alcóolicas. (Foto: divulgação)

Bebidas energéticas

Os energéticos são bebidas feitas à base de cafeína e outras substâncias estimulantes, como a glucoronolactona e taurina, que potencializam a resposta do cérebro aos estímulos, deixando o corpo mais ativo ou acelerado. A fórmula contida na bebida faz com que o indivíduo se sinta revigorado durante algumas horas, o que causa uma disposição aparente.

A ação dos energéticos também apresenta efeito rebote para o corpo. Quando consumidas em excesso, as substâncias presentes podem causar ansiedade, agitação, cefaleia e em alguns casos, apresentam grau de toxidade questionável, como a taurina. É necessário consumir corretamente essas bebidas para que não prejudiquem a saúde.

As bebidas energéticas podem interferir na qualidade do sono. (Foto: divulgação)

Mitos e verdades sobre as bebidas energéticas

1. O energético hidrata o corpo.

Mito. Pelo contrário, trata-se de uma bebida diurética, que faz o corpo eliminar líquidos. A principal característica dos energéticos é aumentar a resistência física devido a presença de substâncias como a cafeína.

2. A combinação de álcool com enérgicos é perigosa.

Verdade. Quando são consumidas com álcool, essas bebidas aumentam a liberação de adrenalina, causando suor, palpitações e dependendo da quantidade consumida, pode causar desidratação.

3. Energéticos e isotônicos tem a mesma função.

Mito. Os energéticos foram feitos para diminuir a sensação de cansaço e exaustão, enquanto os isotônicos têm como objetivo repor a água e os sais minerais que são perdidos depois de uma atividade. Os energéticos aceleram o cérebro e as funções, já os isotônicos repõem os nutrientes essenciais. A troca pode comprometer a saúde.

4. Faz mal tomar energéticos em jejum.

Verdade. O risco está relacionado a absorção de suas substâncias pelo organismo. Quando ingerido em jejum, o energético pode comprometer as funções estomacais e de todo o trato digestivo, além de potencializar os efeitos da bebida na medida em que sua absorção é mais rápida.

5. As bebidas energéticas prejudicam o sono.

Verdade.No primeiro momento o individuo perde sono e fica acelerado, entretanto, quando o efeito passa, o organismo necessita de compensar as horas de sono perdidas, dessa forma a pessoa tende a dormir mais.

Os energéticos proporcionam mais força e disposição. (Foto: divulgação)

As bebidas energéticas são grandes aliadas da disposição. Porém, elas devem ser consumidas com cuidado para que não prejudiquem a saúde dos consumidores. Afinal, os efeitos colaterais das bebidas energéticas  podem comprometer o sono, estomago e causar desgaste físico aos indivíduos. Consuma com moderação essas bebidas.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Reply