Mitos e verdades sobre anticoncepcionais

O uso dos contraceptivos orais, conhecidos popularmente como pílula anticoncepcional, ainda é um assunto polêmico e cercado de muitas inverdades, que podem acabar prejudicando…

O uso dos contraceptivos orais, conhecidos popularmente como pílula anticoncepcional, ainda é um assunto polêmico e cercado de muitas inverdades, que podem acabar prejudicando as mulheres mais desavisadas. Esclareça as principais dúvidas e confira os mitos e verdades sobre anticoncepcionais.

Acabe com as dúvidas e confira os mitos e verdades sobre os anticoncepcionais. (Foto: divulgação)

Mitos e verdades sobre os anticoncepcionais

  • A pílula diminui o desejo sexual

Depende. A perda da libido é um dos questionamentos mais frequentes nos consultórios médicos, e não é preciso ficar tão preocupada, porque não existe relação direta entre a pílula anticoncepcional e a diminuição do apetite sexual. O que eventualmente pode ocorrer é que, dependo da medicação utilizada, pode haver interferência nos níveis de testosterona da mulher, o que poderia diminuir, mas não acabar totalmente com a libido.

  • Mulheres que tomam anticoncepcional engordam

Mito. A quantidade de hormônios presentes na pílula deve ser quantificada, para que o médico possa indicar a melhor opção de tratamento para cada paciente, sem causar grandes problemas nos hormônios naturais da mulher. O que pode ocorrer é a retenção de líquidos, que culmina com aumento de peso, mas que não está relacionado com a contagem de células de gordura.

Sob supervisão médica, as cartelas podem ser emendadas por quem não quer menstruar. (Foto: divulgação)

  • O anticoncepcional pode causar câncer

Depende. Apesar de existirem várias pesquisas sobre o assunto, e apesar de todas afirmarem que o uso desse tipo de medicação não está associado ao surgimento de nenhum tipo de câncer, é possível que o uso de hormônios aumente a probabilidade de desenvolvê-los, em algumas situações, como no caso de pacientes com histórico pessoal ou familiar de câncer de mama. Entretanto, é importante destacar que muitas vezes o efeito é o contrário, e o contraceptivo oral é capaz de proteger contra o câncer de endométrio e ovários.

  • O uso da pílula por muito tempo pode causar infertilidade
Leia Também:  Bajuladores - como lidar

Mito. Mulheres que fazem uso da pílula por longos períodos e decidem ser mães, podem demorar um pouco mais de tempo para conseguirem engravidar. Isso ocorre porque uma parcela dos hormônios ingeridos acaba permanecendo armazenado no tecido adiposo, sendo liberado no sangue mesmo após a interrupção da medicação. Entretanto, esse efeito é totalmente reversível com o tempo e não causa nenhum tipo de danos à saúde.

  • É possível emendar as cartelas, para não menstruar

Verdade. Desde que a mulher seja acompanhada por um ginecologista, é possível evitar a menstruação fazendo uso do anticoncepcional oral de forma contínua. A medicação não perde sua eficácia.

O anticoncepcional não causa infertilidade. (Foto: divulgação)

O anticoncepcional oral é um medicamento cercado de mitos e verdades. Conhecer mais a respeito do assunto ajuda a prevenir problemas e desfrutar dos benefícios da pílula para não engravidar, que tanto contribuiu para a independência feminina.

Top