Mitos e verdades sobre alimentos congelados

A alimentação é algo que merece muita atenção, isso porque nossa saúde reflete o que comemos. Manter uma rotina regada a um cardápio  saudável…

Por Élida Santos em 03/04/2014

A alimentação é algo que merece muita atenção, isso porque nossa saúde reflete o que comemos. Manter uma rotina regada a um cardápio  saudável é muito importante para a prevenção de doenças. Comer os alimentos corretos, inclusive, pode ajudar no tratamento de males à saúde. Mas, existem os práticos congelados, que são comuns para quem tem um dia a dia atribulado ou tem horror a cozinha. Confira abaixo uma lista com alguns mitos e verdades dobre os congelados:

Leia mais sobre: Mitos e verdades sobre células-tronco

O uso de congelados é bastante comum, mas é preciso cuidado (Foto: Divulgação)

Mistos sobre congelados

Vamos começar falando daquelas certezas que muitas vezes temos sobre o bem ou mal que o alimento congelado pode fazer a nossa saúde, ou até uma convicção sobre a forma mais correta de armazenamento de manuseio dessa comida. Conheça a seguir alguns mitos sobre os congelados:

Alimentos congelados perdem nutrientes

Dizer que os alimentos congelados perdem nutrientes é um mito porque esse ato impacta pouquíssimo sobre o valor nutricional dos produtos.

Bactérias morrem quando o alimento é congelado

Dizer que é bom congelar os alimentos para que as bactérias morram é um mito, pois o frio não mata esses microorganismos, mas as deixam em estágio inativo.

Alimentos devem ser descongelados naturalmente

Esse é um dos mitos sobre alimentos congelados mais clássicos: a melhor maneira de descongelar um alimento é deixá-lo na temperatura ambiente. Essa afirmativa não é verdadeira, pois o recomendado é deixar na parte da geladeira que só mantém o alimento frio o item por 12 horas antes do preparo, assim ele descongela, fica com a temperatura ideal e não perde o sabor.

Comida temperada não pode ir para o congelador

Não existe uma regra para isso, então é mais um mito dos congelados dizer que não pode temperar e depois congelar o alimento, pois o sabor será o mesmo se o produto for descongelado de modo correto.

Nem tudo pode ser congelado, as verduras, por exemplo, estão nesse grupo (Foto: Divulgação)

Verdades sobre alimentos congelados

Os ditos populares algumas vezes têm razão com algumas considerações realizadas. No caso dos alimentos congelados, são muitas as afirmativas verdadeiras sobre o seu estado de conservação e demais formas de manter o produto no congelador por horas. Veja abaixo algumas realidades sobre alimentos congelados:

Alimentos congelados demoram para estragar

Quando o alimento é congelado a sua deterioração é um pouco mais demorada, pois a sua água é convertida em cristal e os microorganismos não se manifestam.

Não são todos os alimentos que podem ser congelados

Alguns alimentos congelados perdem a textura, o aspecto sensorial e gustativo, por isso não é recomendo o congelamento de algumas comidas. Anote quais estão nessa lista que devem ficar fora da parte mais fria da geladeira: batata, tomate, pepino, salsão, rabanete, verdura de folha (alface, agrião, rúcula), pera, ovo com casca, iogurte, banana, creme de leite, queijos, maionese, cremosos e macarrão sem molho.

Veja também: Alimentos que prejudicam os rins

Só descongele o produto uma única vez de verdade

É uma verdade entre os congelados que o alimento só pode ser descongelado de fato uma única vez. Isso porque o produto pode ser contaminado com um crescimento microbiano.

Alimentos congelados tem validade de no máximo 12 meses

Não pense que um alimento congelado dura anos intacto no congelador. Saiba que esse produto tem que ser consumido em no máximo 12 meses, se não, perde em qualidade. Alguns fabricantes recomendam o preparo bem antes desse prazo, basta consultar a embalagem.

Top