Mitos e verdades da meningite

Diferente do que muitas pessoas pensam, a meningite não acontece exclusivamente durante os meses de inverno. Além disso, a depender da sua forma clínica,…

Por Editorial MDT em 25/03/2013

Diferente do que muitas pessoas pensam, a meningite não acontece exclusivamente durante os meses de inverno. Além disso, a depender da sua forma clínica, a forma de cuidados deverá ser específica em cada caso. Devido a isso, muitas dúvidas surgem a respeito dessa patologia. Conheça abaixo, alguns mitos e verdades da meningite.

Entenda o motivo que leva a meningite ser tão perigosa.

A vacinação é a melhor forma de prevenção contra a meningite. (Foto: divulgação)

Conhecendo mais sobre a meningite

A meningite é uma doença endêmica, podendo ocorrer em qualquer época do ano. No entanto, a maior incidência dos casos, acontece devido às condições climáticas que manifestam a aglomeração de pessoas, em ambientes fechados, em especial, o inverno. Essa aglomeração de pessoas facilita a propagação do agente infeccioso, que pode ser ocasionado por vírus ou bactéria, resultando como problema principal, a inflamação das meninges (membranas que recobrem o cérebro).

A confirmação diagnóstica da meningite é realizada, tendo como base a apresentação clínica do indivíduo, como por exemplo:

  • Dor de cabeça;
  • Vômitos;
  • Rigidez de nuca;
  • Febre.

    A rigidez de nuca é uma das manifestações clínicas da meningite. (Foto: divulgação)

Associado à apresentação clínica, o médico especialista, pode solicitar alguns exames complementares, como o de liquor (líquido existente nas meninges) que colabora com a detecção do problema. No entanto, quando essa patologia não for adequadamente diagnosticada e tratada, poderá apresentar como consequência:

  • Cicatrizes permanentes;
  • Surdez;
  • Lesões cerebrais;
  • Amputações.

Conheça alguns mitos e verdades sobre a meningite

Após conhecer um pouco mais sobre a meningite, separamos alguns mitos e verdades sobre a meningite que necessita de tratamento, de forma imediata.

  • As meningites são causadas pelo mesmo tipo de agente infeccioso – mito

Na verdade, existem diversos tipos de meningites, entre elas, a bacteriana, a viral e a fúngica. No Brasil, a mais comum é a meningocócica, cujo agente principal é uma bactéria.

  • Atualmente, existem vacinas para todo o tipo de meningite – mito

Até o momento, existem vacinas disponíveis contra a meningite meningocócica B e C, sendo que a do primeiro tipo é indicada de rotina, para todas as crianças.

  • Todas as pessoas que tiverem contato com a doença, devem ser tratadas com antibiótico – mito

Segundo especialistas, apenas os indivíduos que mantiverem contato, por mais de 4 horas por dia, com o doente, devem fazer uso de antibióticos.

  • Quando um aluno é afetado pela meningite, todos os alunos da escola devem receber tratamento – mito

Quando o aluno é portador de meningite bacteriana, não é necessária tratar o resto dos acadêmicos. Isso porque a bactéria não sobrevive no meio ambiente, não havendo necessidade de desinfectar a escola ou lacrar a sala de aula.

  • É possível se tornar imune a meningite, através da vacinação – verdade
A vacinação é a melhor maneira de prevenir a contaminação, pelos principais tipos de meningite. Assim, é muito importante que o calendário vacinal dos indivíduos esteja em dia.

Diante de sinais e sintomas de meningite, é ideal buscar a orientação de um especialista. (Foto: divulgação)

A meningite é uma doença muito grave e que necessita de tratamento imediato. Assim, diante de qualquer sintomatologia suspeita do problema, é ideal buscar a orientação do especialista, de forma a evitar, futuras consequências.

Conheça alguns mitos e verdades sobre a febre. 

Top