Mitos comuns sobre alergias

As alergias são problemas bastante comuns e que causam preocupações em muitas pessoas, especialmente em mães de crianças portadoras desse distúrbio. Infelizmente, uma grande…

As alergias são problemas bastante comuns e que causam preocupações em muitas pessoas, especialmente em mães de crianças portadoras desse distúrbio. Infelizmente, uma grande parte do que se ouve falar sobre o assunto não passa de mitos, que acabam causando grande confusão. Esclareça dúvidas e saiba mais sobre o assunto, conferindo os mitos mais comuns sobre alergias.

Saiba quais são os primeiros socorros em caso de alergia.

A alergia é um problema bastante comum e cercado de mitos. (Foto: divulgação)

Principais mitos sobre as alergias

O frio piora as alergias respiratórias

Na verdade não é o frio que é capaz de piorar as alergias e sim os costumes que acompanham essas épocas, como manter a casa fechada e usar cobertores e casacos guardados há tempo. Como o clima frio geralmente é acompanhado de baixa umidade do ar, as mucosas podem se tornar desidratadas e mais sensíveis à irritação.

A primavera é a pior estação para quem é alérgico

Como no Brasil a estação das flores não é marcada por grande aumento na incidência de polinização, não há muita diferença entre a primavera e outras estações, para quem sofre com alergias, como ocorrem nos países europeus.

É possível receber vacina contra alergia

O termo “vacina contra alergia” é popularmente utilizado para se referir ao tratamento de imunoterapia, com princípio totalmente diferente ao da vacinação. Nesse tipo de terapia o paciente é exposto ao antígeno que lhe causa alergia em quantidades cada vez maiores, até que o corpo deixe de montar uma resposta imunológica contra o alérgenos. É um tratamento bastante demorado e que não cura definitivamente o problema de alergia.

O problema do inverno são os comportamentos que acompanham a estação. (Foto: divulgação)

As pessoas deixam de desenvolver alergia conforme crescem

Leia Também:  Mulheres que se estressam no trabalho podem se tornar diabéticas

O que realmente acontece é uma mudança no padrão dos casos alérgicos, onde diminui a ocorrência de alergias alimentares durante a puberdade e aumenta a alergia a ácaros. Isso não quer dizer que as pessoas estejam livres de desenvolver novas formas de alergia, uma vez que esse problema é capaz de aparecer em qualquer época da vida e sem razões aparentes.

Entenda o que fazer com a alergia ao mofo.

Remédios antialérgicos causam muito sono

O sono era um efeito adverso das primeiras medicações contra a alergia e que não existe com os medicamentos modernos, que são prescritos na grande maioria das vezes.

As bombinhas para asmáticos causam danos ao coração

É fato que as substâncias usadas no combate da asma são semelhantes à adrenalina, sendo, portanto, capazes de causar taquicardia. Entretanto, as doses utilizadas são tão pequenas que é praticamente impossível ocorrer danos cardíacos com o uso adequado do medicamento. Para uma pessoa saudável, o efeito de uma dose da bombinha pode ser comparado a tomar um susto.

Em casa de alérgicos só pode usar aspirador de pó

Essa é uma meia-verdade bastante perigosa e que pode, inclusive, piorar os quadros alérgicos, pois o que os aspiradores comuns fazem é apenas colocar os ácaros em suspensão do ar. O ideal seria utilizar aparelhos com filtros de água ou do tipo Hepa, caso contrário, a melhor opção ainda é limpar a casa com pano úmido.

Fique por dentro das diferenças entre gripe, resfriado e alergia.

Usar aspirador de pó nem sempre é a melhor opção. (Foto: divulgação)

A alergia é um problema muito comum e que é capaz de causar bastante mal estar. Saber mais sobre o assunto e esclarecer algumas dúvidas é a melhor maneira de não correr o risco de acreditar em uma das várias inverdades e acabar colocando a saúde em risco.

Leia Também:  Alimentos que podem causar acne

Top