Mioestimulação – entenda as vantagens

As harmoniosas formas do corpo feminino são asseguradas pelas curvas e consistências, resultados da integração muscular com a pele e subcutâneo. O bumbum empinado,…

A mioestimulação diminui a flacidez.

As harmoniosas formas do corpo feminino são asseguradas pelas curvas e consistências, resultados da integração muscular com a pele e subcutâneo. O bumbum empinado, a coxa grossa e a barriga reta são consequências de um bom desenvolvimento e ganho de massa muscular, o que garante uma maior tonicidade, proporcionando um aspecto de firmeza e melhor aparência.

Harmonia corporal

Perder gordura não significa adquirir harmonia corporal. Com certeza perder os quilinhos a mais ajuda muito na parte estética, mas é preciso mais do que isso para obter o resultado satisfatório. É essencial que os problemas no desenvolvimento muscular sejam resolvidos, e é exatamente nesse ponto que a mioestimulação ajuda.

Não existe remédio que, por si só, seja capaz de melhorar a tonicidade ou levar ao ganho de massa muscular (a chamada massa magra), diferentemente dos aparelhos de estimulação muscular artificial, que, enquanto utilizados regularmente, melhoram a tonicidade e se mostram com eficiência satisfatória.

Como funciona a mioestimulação?

É uma técnica muito utilizada, principalmente para tratamento estético, onde uma corrente elétrica atinge a musculatura, através de placas metálicas que são colocadas sobre a pele, na região que se pretende melhorar a flacidez. Ao atingir a musculatura, a eletricidade causa a contração das células musculares, semelhantemente à contração promovida durante os exercícios físicos, melhorando a circulação sanguínea, a oxigenação celular e permitindo a eliminação de toxinas.

O tempo e a intensidade das contrações podem ser controlados pelo aparelho, e essa técnica está indicada não só para o combate da flacidez como também para tratamento e prevenção da celulite e até pode ser um método auxiliar na drenagem linfática.

A corrente elétrica atinge a musculatura através de placas metálicas que são colocadas sobre a pele

Indicações, duração e preço do tratamento.

A mioestimulação é indicada para situações em que se procura uma melhora do fluxo sanguíneo e linfático; como método de combate à celulite, flacidez, gordura localizada e edema pós-traumático.

Leia Também:  Doenças periodontais: o que são

Para obter o efeito desejado pode ser preciso de 5-10 sessões, com duração de cerca de 50 minutos cada uma.

O custo de cada sessão varia entre uma clínica e outra e cada sessão pode chegar a custar de R$ 80,00 a R$ 200,00.

Contraindicação

Antes de se submeter a esse tratamento estético, é preciso se certificar de que o profissional seja qualificado para tal prática. É preciso ressaltar que em alguns pacientes o uso da corrente elétrica pode trazer sérias complicações, por isso o médico deve ser avisado sobre qualquer doença de base. A eletromioestimualção é contraindicada em:

  • Pacientes cardiopatas;
  • Patologias circulatórias (como flebites, embolias e varizes);
  • Gestantes;
  • Pacientes com pressão arterial descontrolada;
  • Pacientes com processo infeccioso ou inflamatório;
  • Neoplasias
  • Patologias pulmonares;
  • Fragilidade capilar.

Vantagens

  • Método de tratamento não invasivo;
  • Resultados aparecem em breve espaço de tempo. A espera para se obter o efeito desejado pode ser diminuída se o paciente iniciar a prática de exercícios físicos;
  • Tonificação da musculatura sem esforço físico;
  • Dependendo da clínica, pode ser um tratamento mais barato do que outras intervenções estéticas, que proporcionariam os mesmos resultados. 

A mioestimulação é indicada para situações em que se procura melhorar o fluxo sanguíneo e linfático

 

Top