Ministro do Turismo Pedro Novais pede Demissão Após Denúncias

Pedido foi feito após envolvimento em suspeitas de uso indevido de dinheiro público.

Hoje, na tarde de quarta feira foi anunciado o pedido de demissão do ministro do Turismo, Pedro Novais. A carta de demissão foi entregue à presidente Dilma Roussef e sua saída foi confirmada mediante nota do Ministério do Turismo:

“O ministro Pedro Novais acaba de pedir a exoneração do cargo de Ministro do Turismo, para o qual foi nomeado pela presidenta da República Dilma Rousseff. A carta de exoneração foi entregue à tarde no Palácio do Planalto”.

Irregularidades como Deputado Federal

O pedido de demissão acontece após denúncias de diversas irregularidades no uso de verbas na época em que exercia o mandato de deputado, do qual havia se licenciado. De acordo com reportagem do jornal Folha de São Paulo, publicada na terça feira (13), Novais pagou o salário de uma empregada com dinheiro da Câmara dos Deputados durante o tempo em que foi deputado federal (2003 a 2010). Ela teria sido nomeada como secretária particular embora trabalhasse no apartamento do ex-ministro. Já na quarta-feira (14), o jornal publicou que a esposa do agora ex-ministro usava irregularmente um servidor da Câmara como seu motorista particular.

O cotidiano do Ministério do Turismo não estava sendo fácil nos últimos tempos. Em dezembro de 2010 o jornal o Estado de São Paulo revelou que em junho do ano passado, Pedro Novais pediu à Câmara que ressarcisse o valor de  R$ 2.156 pagos por ele a um motel em São Luís. Já a Folha de São Paulo, no mesmo mês, publicou que o então ministro foi flagrado em escutas da polícia federal conversando com o empresário Fernando Sarney e pedindo para que este beneficiasse um aliado seu na Justiça Federal.

Leia Também:  Saldo Visa Vale Alimentação

No mês passado já havia sido investigado na Operação Voucher da policia federal que investigava desvios de pelo menos R$ 3 milhões em recursos para um convênio de capacitação de agentes de turismo no Amapá, firmado enquanto Novais ainda não estava no cargo. A operação prendeu 38 pessoas, sendo oito delas funcionários do próprio ministério incluindo o secretário-executivo, Frederico Costa, já demitido.

Mais um a deixar o governo

Pedro Novais é o quinto ministro a deixar o governo. Quatro deles saíram de seus cargos sob denúncias de irregularidade como foi o caso de Antônio Palocci (Casa Civil) por acusação de enriquecimento ilícito; Alfredo Nascimento (Transportes) acusado após indícios de superfaturamento em obras; e Wagner Rossi (Agricultura)após denúncias de diversas irregularidades na pasta. Já Nelson Jobim (Defesa) saiu após a crise deflagrada por várias críticas a outros ministros.

Ainda de acordo com a nota divulgada pelo Ministério, ainda não há um novo ministro designado para assumir a função. Um novo nome será escolhido pela presidente Dilma Roussef entre os deputados da bancada do PMDB, que conta com 79 opções. Para o deputado Henrique Eduardo Alves (RN), líder do PMDB na Câmara, não haverá interferência ou consulta a membros do Senado. Ele afirmou também que a presidente define o nome para o cargo até amanhã.

Fontes:

– G1: Ministro do Turismo Pedro Novais pede demissão

– Folha Online: Dilma aceita demissão de ministro do Turismo, 5º a deixar o governo

Top