Minha Casa, Minha Vida: Programa dedicará 3% dos imóveis a idosos

O Ministério das Cidades divulgou nesta terça-feira, novos regulamentos para seleção dos beneficiários do programa “Minha Casa, Minha Vida” para cidades com até 50…

Por Editorial MDT em 28/12/2011

Imagem: (Foto Divulgação)

O Ministério das Cidades divulgou nesta terça-feira, novos regulamentos para seleção dos beneficiários do programa “Minha Casa, Minha Vida” para cidades com até 50 mil habitantes. Entre as regras está a destinação de 3% dos imóveis a idosos e de no mínimo outros 3% de unidades habitacionais para pessoas portadoras de deficiência ou cuja família possua membro com deficiência.

Para participar o interessado precisa se matricular no CadÚnico, o cadastro de programas sociais do governo. Cada cidade poderá sugerir dois pontos para a construção dos empreendimentos, com 50 unidades habitacionais em cada um deles. Além disso, governos estaduais podem marcar três recomendações de localidades: um para cidades de até 20 mil habitantes e outras duas em cidades entre 20 mil e 50 mil habitantes.

A seleção dará prioridade para cidades que participam do programa Brasil sem Miséria ou que estejam em circunstância de calamidade pública, além de imóveis designados a famílias em áreas de risco ou insalubres.

 Quem pode participar

O Programa Minha Casa, Minha Vida na particularidade até 50 mil moradores é destinado a famílias com renda até R$ 1.600. Estados e cidades podem mandar suas sugestões até o dia 30. O resultado da seleção será publicado dia 27 de janeiro.

Clique aqui para conferir a íntegra do documento.

Top