Micropigmentação em sobrancelhas – como funciona

As sobrancelhas são as molduras dos olhos, e eles são o centro das atenções no rosto, por isso que sobrancelhas desalinhadas e mal tiradas…

Por Editorial MDT em 23/12/2011

A micropigmentação permite redesenhar e retocar as sobrancelhas, corrigindo imperfeições

As sobrancelhas são as molduras dos olhos, e eles são o centro das atenções no rosto, por isso que sobrancelhas desalinhadas e mal tiradas podem comprometer a expressão e o olhar, além de ofuscar a beleza.

O manuseio das sobrancelhas requer muito cuidado, pois são extremamente delicadas e fazem toda a diferença na estética harmoniosa do rosto. É indicado tirar apenas o excesso, por profissional qualificado. Qualquer exagerada pode deixar falhas difíceis de disfarçar, deixar o olhar desproporcional e contornos mal delineados.

O que é a micropigmentação?

Como hoje em dia a maioria das coisas é muito prática, os problemas pra quem tem falhas na sobrancelha acabaram. Não é mais preciso ter vergonha ou fazer uso de maquiagem antes mesmo de sair da cama, porque agora a moda é a maquiagem permanente.

Esse método, também chamado de micropigmentação, permite redesenhar e retocar as sobrancelhas, corrigindo imperfeições e deixando-as perfeitas e naturais. O melhor é que não é preciso usar maquiagem convencional para obter o resultado desejado, porque a micropigmentação não sai. A pessoa acorda com a mesma sobrancelha perfeita com que foi dormir.

A micropigmentação tem ótimos resultados

Por que ocorrem falhas nas sobrancelhas?

As causas são várias, em primeiro lugar é preciso descartar doenças que podem cursar com a queda ou rarefação das sobrancelhas, como é o caso da hanseníase, dos distúrbios da tireoide ou de infecções fúngicas.

As causas não patológicas mais comuns são o envelhecimento e cicatrizes, mas o que muita gente não sabe é que tirar errado, por muito tempo, provoca atrofia e destruição do folículo piloso, que não volta a crescer.

Como é feita a micropigmentação?

O procedimento é feito com uma máquina que deposita o pigmento na camada mais superficial da pele, a epiderme, com o auxílio de uma agulha que é aplicada em movimentos circulares. O método é semelhante à tatuagem convencional. A diferença está no fato do pigmento não possuir brilho e luminosidade e também por ser aplicado mais superficialmente.

Não é preciso ter medo da dor, porque tudo é realizado sob anestesia local e costuma demorar menos de duas horas. Para evitar o inchaço, logo após a micropigmentação é realizada uma drenagem linfática facial.

Cuidados após micropigmentação

  • Fotoproteção: deve-se usar filtro solar, óculos e chapéus;
  • Higienização adequada;
  • Muito contato com água e poluição pode provocar o desbotamento, sendo então necessário um retoque na pigmentação.

Não é preciso ter medo da dor, porque tudo é realizado sob anestesia local e costuma durar menos de duas horas

Top