Melhores Metodologias de Ensino para o Maternal

Esse artigo é indicado para pessoas que estão prestes a encaminhar seus filhos para as escolas de educação infantil, onde iniciamos a nossa vida…

Por Redacao em 01/05/2011

Esse artigo é indicado para pessoas que estão prestes a encaminhar seus filhos para as escolas de educação infantil, onde iniciamos a nossa vida escolar, e começamos a interagir com mais crianças, bem como aprender coisas novas. Educação é algo que todos nós precisamos para nossas vidas, e escolas infantis são as portas de entrada para uma futura vida promissora.

Saibam que existem vários tipos de escolas infantis, e cada uma possui uma metodologia de ensino diferente, ou semelhante. A metodologia de ensino, podemos considerar como sendo a “personalidade” da escola, e onde seu filho irá aprender o que é necessário para iniciar o ensino fundamental e todas as coisas que se seguirão em sua vida acadêmica no longo prazo.

Então, qual é a melhor metodologia de ensino? Isso vai de cada um, pois os pais sempre querem o melhor para seus filhos, e o conhecimento é algo que pode ser transmitido de maneiras diferentes. Vamos tentar explicar algumas das metodologias de ensino mais utilizadas pelas escolas, e vejam quais são suas principais diferenças. A dica que deixamos já de início é que analise bem a metodologia de ensino da escola em que pretende deixar seu filho. Vejam os exemplos abaixo e boa sorte.

Metodologia Tradicional
Essa é a metodologia mais utilizada, e é focada exclusivamente na figura do professor. Toda a transmissão do conhecimento é feita com as aulas tradicionais, em uma sequência pré-determinada, ou seja, o calendário escolar. Todo esse planejamento é seguido à risca e enfatiza a repetição de vários exercícios, possibilitando a memorização.

Metodologia Libertadora
Essa metodologia é um pouco diferente, pois está focada especialmente na discussão de temas sociais e políticos. O professor começa as aulas coordenando atividades e atuando juntamente com os alunos, resultando em uma aula mais dinâmica e menos cansativa. Um exemplo de metodologia de ensino libertadora é o método Paulo Freire.

Metodologia Renovada
Essa é a metodologia da chamada “Escola Nova”. Ela é renovada pois tende a valorizar o indivíduo como um ser livre, sempre ativo e social. O centro da atividade escolar é o aluno, ele é o elemento mais importante, até mesmo que o próprio conhecimento, pois o aluno é um ser ativo, curioso e cheio de sede de aprendizado. O professor é um facilitador do processo, e a corrente de ensino é guiada pelo aluno. Não existe planejamento pré-determinado de ensino nesse método.

Metodologia Sintética
Esse é o método usado nas escolas que normalmente utilizam metodologias tradicionais de ensino. O conhecimento é feito através de elementos básicos como o ensino da letra, o fonema, a sílaba, e combinando tais elementos, criamos as frases. Esse método de ensino pode ser alfabético, fônico ou então silábico. É eficiente e como já conhecemos, demorado.

Metodologia Piagetiana
Essa é a metodologia de ensino criada por Jean Piaget (por isso o nome), que se concentra no caráter social. O processo de aprendizagem é feito dessa forma e além dos conhecimentos ensinados, também é utilizada uma adequação pedagógica que varia de cada aluno.

Tecnicismo
Uma outra metodologia que foca principalmente no ensino do conhecimento através da tecnologia. O professor aplica o ensinamento de manuais e a criatividade do aluno fica limitada às técnicas que estão sendo utilizadas. O professor tem grande controle e comando sobre os alunos nessa metodologia.

Método Global
Com esse método, são usadas palavras, frases ou textos que transmitem o conhecimento através dos elementos fonéticos. Pode ser classificada como palavração, sentenciação ou unidades de experiências, de acordo com o elemento que vai ser utilizado na alfabetização.

Top