Melhor óleo para o cabelo: como escolher

O surgimento dos óleos capilares não é algo antigo. Até há pouco tempo, era comum as mulheres usarem silicone nos fios, a fim de…

O surgimento dos óleos capilares não é algo antigo. Até há pouco tempo, era comum as mulheres usarem silicone nos fios, a fim de evitar a perda de água ou para dar um brilho a mais à cabeleira. Então, surgiram os óleos, com ampla divulgação, embora alguns tipos mais simples sempre tenham existido, nas prateleiras. Exemplo disso são os óleos de uva ou o de amêndoas. O que tornou-se rapidamente uma febre foi o de argan, que prometia acabar, de vez, com os problemas de ressecamento. Mas surgiram outros produtos e continuam aparecendo óleos novos; cada um com suas promessas. O fato é que nenhum deles faz mal aos cabelos. No entanto, saber algumas características dos produtos pode ajudar, na hora da compra. Assim, é possível optar por aquele que proporcione resultados mais eficazes, de acordo com as necessidades de cada tipo de fio. Veja como escolher o melhor óleo para o cabelo.

Os óleos melhoram muito os cuidados com os cabelos (Foto: Divulgação)

Tipos de óleos para cada problema

Na hora de escolher óleos capilares, é importante identificar as necessidades dos fios. Cabelos crespos, por exemplo, costumam ressecar mais do que os outros. Eles precisam de produtos que ajam sobre o frizz e evitem a perda de água. Neste caso, o óleo de argan ou o de macadâmia são boas opções, pois eles fazem tudo isso, porém evitando que os fios fiquem pesados demais. A mesma dica vale para cabelos ondulados ou cacheados.

Já os cabelos lisos, bem como os oleosos, precisam de substâncias mais leves, ou seja, óleo que hidratem, combatam o frizz e não deixem os fios sujos e pesados. Vale a pena investir nos óleos de cálamo e buriti.

Óleo de coco está entre os mais eficazes (Foto: Divulgação)

Para cuidar dos cabelos com química, é preciso usar óleos mais potentes, pois os fios, neste caso, podem estar mais fragilizados. Então, a dica é escolher óleo de argan ou de coco, pois eles contêm vitaminas e triglicerídeos.

Leia Também:  Dieta dos Pontos: Saiba Como fazer

Óleos como o de jojoba, de uva, abacate ou de girassol são mais leves e, por isso, podem ser usados em todos os tipos de cabelo.

Como usar óleos para cabelos

Os diferentes tipos de óleo têm suas características (Foto: Divulgação)

Pode-se usar óleos para cabelos de diferentes maneiras. Uma dica é potencializar o efeito do creme de hidratação, pingando gotas do óleo dentro da embalagem e misturando bem. A mesma dica vale para as receitas de máscaras caseiras.

Antes de dormir, experimente aplicar o óleo nas pontas dos cabelos, ou misturá-lo ao creme de ação noturna. Assim, ele irá agir, enquanto você dorme.

Procure por óleos que protegem os fios, contra o calor. Aplique-o, antes da chapinha ou do secador.

Para finalizar, use o óleo capilar, normalmente, aplicando-o nas pontas dos fios, todos os dias. Outra opção para otimizar o tratamento é esquentá-lo, aplicando-o enquanto ainda está morno. Deixe agir por 30 ou 40 minutos, enxaguando, em seguida.

Top