Melhor banco para acumular milhas no cartão

A escolha do banco para acumular milhas no cartão de crédito é muito importante para que a forma de pagamento se transforme em um…

Por Isabella Moretti em 24/02/2013

A escolha do banco para acumular milhas no cartão de crédito é muito importante para que a forma de pagamento se transforme em um bom negócio. Os pontos acumulados podem ser trocados por produtos e serviços, mas tudo depende do programa de fidelidade que o cliente está associado. Normalmente a milhagem é usada para comprar passagens aéreas.

Ao resolver acumular pontos no cartão, é importante tomar alguns cuidados para escolher o programa mais vantajoso. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Milhas aéreas, dicas para usar

As milhas nos cartões de crédito

Os clientes de determinados bancos acumulam pontos ou milhas de acordo com os gastos no cartão de crédito. Em alguns casos, a participação no programa de fidelidade é automática e sem qualquer custo. No entanto, a maioria dos cartões cobra uma taxa anual por causa do sistema de troca de pontos por milhas.

Depois de usar o cartão e acumular os pontos, o cliente precisa transferir a pontuação para o programa de fidelidade da companhia aérea no qual está inscrito. Os créditos serão convertidos em milhas, que posteriormente poderão ser trocados por passagens. Entre os programas de milhagem mais conhecidos, vale ressaltar Smiles e TAM Fidelidade.

Qual o melhor banco para acumular milhas?

Os principais bancos brasileiros trabalham com cartões que acumulam pontos/milhas. No entanto, algumas instituições estão planejando repaginar os programas, como é o caso do Itaú.

O Itaú pretende simplificar a vida do cliente ao oferecer, a partir de 1º de março, a troca direta de pontos por passagens áreas. Desta forma, não é necessário transferir os créditos para outro programa de fidelidade e converter em milhas.

A partir de março, o Itaú fará a troca direta de pontos por passagens áreas. (Foto:Divulgação)

Com a mudança no Programa Itaú Sempre Presente, o acúmulo de pontos para fazer trocas vai subir 25%. Ou seja, se hoje 1 ponto equivale 1 milha, com a mudança o cliente passa a necessitar de 1,25 ponto para garantir 1 milha.

Outros bancos estão seguindo o exemplo do Itaú ao proporcionar a troca direta de pontos por passagens áreas, como o Bradesco, o Santander e o Banco do Brasil.

Antes de escolher um programa de fidelidade em um banco, é importante avaliar as vantagens e desvantagens. Para isso, vale considerar o tipo de cartão, a equivalência de gastos e pontos, a paridade entre pontos e milhas, a validade dos créditos acumulados, o número de companhias áreas parceiras e o mínimo de pontos para resgate.

Quanto mais sofisticado o cartão, mais pontos são acumulados por dólar. (Foto:Divulgação)

De modo geral, os cartões mais sofisticados tendem a acumular mais pontos por dólar gasto. No entanto, eles são voltados para clientes com renda alta e possuem anuidades mais caras. Os pontos também costumam demorar mais tempo para expirar em comparação com os cartões comuns.

Veja também: Como viajar de graça com milhas

Top