McDonald’s terá que pagar R$ 250 mil para paulistas

A companhia Arcos Dourados, que trata-se de uma franquia do McDonald’s, terá que indenizar empregados com um valor fora do comum para esse tipo…

Por Élida Santos em 05/06/2014

A companhia Arcos Dourados, que trata-se de uma franquia do McDonald’s, terá que indenizar empregados com um valor fora do comum para esse tipo de empresa: R$ 250 mil. Isso porque a empresa foi acusada de oferecer  trabalhos irregulares sob condições irregulares para algumas unidades localizadas em sua rede em Campinas e Valinhos, interior de São Paulo. O McDonald’s terá que pagar R$ 250 mil para paulistas do interior após um longo processo na justiça do trabalho, que concedeu o benefícios a ex-funcionários.

McDonald's pagará indenização rara a funcionários (Foto: Divulgação)

Leia mais informações sobre: Mulher ataca McDonald’s semi-nua por ser rejeitada por funcionário

McDonald’s terá que pagar R$ 250 mil para paulistas

O valor da indenização trabalhista foi determinado em um acordo judicial feito entre a empresa e o MPT (Ministério Público do Trabalho). De acordo com o inquérito do MPT,  o registro de ponto continha uma fraude, o que levou ao trabalho irregular dessas pessoas, que chegavam a 22 horas a mais e a empresa simplesmente sonegava o pagamento de horas extras e de adicional noturno.

Trabalhadores receberão de R$ 500 a R$ 1 mil

Cada funcionário que atuou na empresa nesse período e que ficou provado que não recebeu a indenização, vai receber uma indenização de R$ 500 a R$ 1 mil. A companhia também precisa cumprir uma liminar válida desde abril de 2014. O documento proíbe o trabalho de menores depois das 22 horas e em regime de horas extras. Se a rede do MCDonald’s receberá multa se não cumprir as regras, sob pena de multa de R$ 1 mil por dia.

McDonald's terá que indenizar pessoas (Foto: Divulgação)

Saiba mais informações sobre: McDonald’s faz embalagens em homenagem a Copa do Mundo

Registro real das horas trabalhadas

A 4ª Vara do Trabalho de Campinas determinou também nesse processo que a Arcos Dourados fizesse o registro real da jornada de trabalho dos empregados. A franquia do McDonald’s terá 60 dias para encontrar os beneficiários que não receberam esse valor quando eram funcionário da rede e fazer o depósito judicial. O valor pode ser revertido para entidades beneficentes indicadas pelo MPT.

 

Top