Mau hálito, o que é, causas e tratamentos

PUBLICIDADE CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
O mau hálito é um probema que atormenta uma grande parte da população.(Foto: Divulgação)

Algumas pessoas se sentem incomodadas com a presença do mau hálito. Com certeza é um problema que atrapalha de forma negativa a vida social de quem sofre desse mal. Saiba que o mau hálito acomete a população mundial há milênios. Com o intuito de ajudá-lo a combate-lo, separamos algumas informações a respeito.

Conheça os alimentos que evitam o mau hálito

Compreendendo o mau hálito

O mau hálito, ou como é conhecido pelo meio médico, halitose, é um sintoma e não uma doença. Ou seja, diante de um paciente portador de halitose é necessário avaliar se ele possuiu alguma enfermidade que pode manifestar o problema. Dessa forma, o mau hálito revela que o organismo está em desequilíbrio, devendo ser investigado e devidamente tratado.

PUBLICIDADE CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Conhecendo as causas de mau hálito

Especialistas no assunto afirmam que existe mais de quarenta fatores que levam ao aparecimento do mau hálito. Conheça as causas mais comuns:

  • Ação bacteriana – 80% das causas se originam na boca, sendo que a principal é relacionada a metabolização dos alimentos pelas bactérias ali presentes. Durante esse processo bacteriano, gases com odor são liberados, justificando a halitose;
  • Deposição de alimentos – os dentes e a parte superior da língua são regiões propícias para o acúmulo de alimentos e bactérias, o que contribui com o desenvolvimento do mau hálito;
  • Falta de higiene bucal – a falta de higiene bucal colabora com a proliferação de bactérias, contribuindo com o mau hálito. Além disso, isso traz como resultado inflamações da gengiva (gengivite) e inflamações das raízes dos dentes, aumentando ainda mais o problema;
O uso de fio dental é imprescindivel para evitar esse problema.(Foto: Divulgação)
  • Falta de hidratação oral – a saliva é um antisséptico natural da boca. Assim, é de extrema importância que o indivíduo tenha uma hidratação adequada para que a produção da saliva não fique defeituosa, o que contribuiria com o aparecimento do mau hálito;
  • Infecção bucal – o mau hálito pode ser o primeiro sinal de uma faringite (infecção da faringe) ou da amigdalite (infecção da amígdala);
  • Formação de caseum – algumas pessoas apresentam criptas (buracos) nas amígdalas e acabam favorecendo o acúmulo de restos alimentares nesses locais;
  • Outros fatores de risco – além dos fatores anteriormente citados, existem outros fatores que contribuem para o desenvolvimento da halitose. São eles:
    • Dormir de boca aberta;
    • Roncar;
    • Fazer uso de antissépticos bucais à base de álcool;
    • Uso de aparelhos ortodônticos;
    • Falta ou má escovação da língua;
    • Jejum prolongado;
    • Doenças no fígado, em especial, a cirrose;
    • Presença de refluxo gastroesofágico;
    • Hábito de fumar;
    • Consumo de bebidas alcoólicas;
    • Muito consumo de café;
    • Excesso de peso;
    • Alimentos com excesso de alho ou cebola.

Algumas formas de tratamento

Como a maioria das causas de mau hálito tem origem na boca, é de extrema importância procurar um dentista. Ele é o profissional indicado para realizar a avaliação exata do problema. Além disso, algumas atitudes podem contribuir com o alívio do mau hálito. Conheça logo abaixo algumas delas:

  • Higiene oral adequada;
  • Uso frequente de fio dental;
  • Visita regular ao dentista;
  • Escovação da língua;
  • Ingestão de líquidos;
  • Uso de chicletes sem açúcar;
  • Evitar o uso de cigarros, álcool e café;
  • Evitar períodos longos de jejum;
  • Realizar um café da manhã reforçado.
Ir ao dentista regularmente é importante para manter uma boa saúde bucal.(Foto: Divulgação)

Vale lembrar que diante de um processo infeccioso como uma amigdalite ou uma faringite é necessário que se procure um atendimento médico especializado. Apenas o médico tem a condição de avaliar e fazer o diagnóstico correto, com prescrição de medicamentos ideais para o tratamento.

O mau hálito é um problema que atormenta a população há tempos. Após conhecer suas principais causas, basta ficar atento às alterações e não se esquecer de realizar uma higiene bucal adequada.

Veja também dicas de como acabar com o mau hálito 

PUBLICIDADE CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Leia também:

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.