Mãe Solteira x Carreira: Saiba Como Conciliar

Ser mulher definitivamente não é fácil, especialmente quando ela tem em sua vida diversos papeis para dar conta dependendo do local onde precisa estar…

Por Editorial MDT em 06/09/2011

Ser mulher definitivamente não é fácil, especialmente quando ela tem em sua vida diversos papeis para dar conta dependendo do local onde precisa estar e do que ela esteja pensando: a casa, o trabalho, o casamento, a maternidade. E justamente a junção de dois destes fatores costuma ser a principal dor de cabeça feminina: é possível conciliar a maternidade e a carreira?

Sim, é possível. A resposta já é tão conhecida que volta e meia é celebrada em todas as mídias. A última resposta para tal questão veio através de uma pesquisa on-line realizada pela Trabalhando.com Brasil com 150 executivas que teve o seu resultado divulgado recentemente pelo O Globo: de acordo com os resultados, 43% delas declararam não ter nenhuma dificuldade para conciliar ambas as atividades.

Possível? Sim, mas nem sempre fácil. Entre as demais entrevistadas, 34% afirmaram que a maior dificuldade é o pouco tempo para passar com os filhos; 12% acreditam sofrer preconceito por parte de seus superiores por serem mães; 7% declararam que a licença maternidade as deixou desconectada dos negócios e do cotidiano da empresa e, por fim, 4% afirmaram nem sempre conseguir se focar no trabalho quanto desejavam devido aos pequenos.

Como conciliar?

Se leu até aqui talvez pense que as entrevistadas, como executivas, possam ter mais condições de lidar com o problema, porém as inseguranças maternas existem independente de sua condição econômica ou de seu estado civil. Se você é mãe solteira, saiba que há sim meios de fazer isso e que você não é a única nesta situação:

De acordo com o site O Globo, dados colhidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010 mostravam que 42,6% dos cidadãos profissionalmente ativos eram do sexo feminino e outros dados colhidos em um levantamento do IBOPE em 2006 mostrou que 51% destas mulheres são mães e 43% delas são chefes de família.

A palavra mágica para lidar com tudo isso: equilíbrio.

Algumas podem contar com profissões que garantem mais autonomia ou com chefes e gestores colaborativos quando o assunto diz respeito a uma rotina de trabalho mais leve ou a eventuais saídas. Outras precisam contar com uma ajuda a mais de uma estrutura minimamente organizada – babá, creche ou escolinha – e também da ideia de procurar ter com o seu filho aquilo que chamam de “tempo de qualidade”: ou seja, investir para que o tempo passado com a criança seja bom e proveitoso. Seja qual destes dois for o seu caso, cuide para que o seu desempenho seja impecável. Empenhe-se para mostrar aos seus superiores que você estará comprometida com o seu trabalho.

Agora, caso você não esteja disposta a passar tanto tempo longe deles, pode ser o caso de colocar sua veia empreendedora a prova e abrir algo seu.  Outra solução viável é começar a trabalhar em casa. Há profissões que permitem este tipo de arranjo, porém requerem disciplina para colocar tudo em ordem.

Equilíbrio exige empenho. Não existe uma formula mágica e nem um meio fácil, mas a verdade é que os resultados dependerão de sua confiança e de suas tentativas. Experimente!

Top