Lúpus: problema de saúde de Paulinha em Amor à Vida

Na novela “Amor à Vida”, a personagem Paulinha (Klara Castanho) sofre de lúpus. Por causa da doença autoimune, o fígado da menina acabou sendo…

Na novela “Amor à Vida”, a personagem Paulinha (Klara Castanho) sofre de lúpus. Por causa da doença autoimune, o fígado da menina acabou sendo comprometido e ela necessita de uma cirurgia. Paloma (Paolla Oliveira) doou um pedaço do seu fígado para Paulinha e também descobriu que a garota é sua filha que desapareceu há 12 anos.

Na novela das nove, Paulinha teve complicações no fígado por causa do lúpus. (Foto:Divulgação)

O que é o lúpus?

O lúpus, problema de saúde de Paulinha em Amor à Vida, é uma doença que faz o sistema imunológico atacar os próprios tecidos saudáveis do organismo. Além do fígado, outros órgãos do corpo podem ser atingidos pelo lúpus, como pele, articulações, rins e cérebro.

O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é mais comum em mulheres do que em homens. Os problemas de saúde podem se manifestar em qualquer idade, principalmente em pessoas de 10 a 50 anos. Os afro-americanos e asiáticos são afetados pelo lúpus com mais frequência do que as outras etnias.

A inflamação causada pelo lúpus é resultado de um sistema imunológico confuso.

No lúpus, o sistema imunológico ataca o próprio corpo. (Foto:Divulgação)

Sintomas do lúpus

Quem tem lúpus normalmente sofre com períodos nos quais os sintomas se manifestam. Os principais sinais da doença são: dor no peito, fadiga, ansiedade, mal-estar, perda de cabelo, anemia, inchaços, febre baixa, feridas na boca, sensibilidade ao sol, rash cutâneo, linfonodos aumentados.

Os sintomas do lúpus costumam variar de acordo com a parte do corpo afetada. Por exemplo, se a doença se manifesta no pulmão, é comum o paciente sofrer com tosses com sangue e dificuldades de respirar. Se o lúpus ataca o coração, o ritmo cardíaco pode se tornar anormal.

Leia Também:  7 frutas que causam inchaço e gases

Alguns sintomas do lúpus são graves e acarretam risco de morte, como as doenças renais, o comprometimento do sistema nervoso e o amplo envolvimento do sistema cardíaco e pulmonar.

Quando não tratado, o lúpus pode levar a morte. (Foto:Divulgação)

Diagnóstico do lúpus

O diagnóstico do lúpus requer uma série de exames, incluindo hemograma completo, radiografia do tórax, biópsia renal e exames de anticorpos. A investigação sobre a doença é necessária quando o paciente apresenta pelo menos 4 dos 11 sinais típicos do lúpus.

Tratamento para o lúpus

O lúpus é uma doença sem cura, mas se o paciente realizar o tratamento corretamente, ele pode levar uma vida normal. Os medicamentos receitados pelos médicos têm como objetivo controlar os principais sintomas.

Quando a doença está branda, ela é tratada com anti-inflamatórios não esteroides, pomadas e baixas dosagens de corticoides. O lúpus mais grave requer um tratamento mais intenso, ou seja, com altas dosagens de corticoide e drogas citotóxicas.

Top