Livros que falam sobre distopias: dicas

Muitas pessoas ainda não sabem o que é distopia, apesar dos livros e filmes do gênero terem se tornado moda. A distopia é chamada…

Muitas pessoas ainda não sabem o que é distopia, apesar dos livros e filmes do gênero terem se tornado moda. A distopia é chamada de antiutopia, que significa o contrário de uma civilização ideal, conhecida como utopia. Para quem gosta desse gênero, selecionamos dicas de livros que falam sobre distopias. Confira.

Fundação, Isaac Asimov é uma excelente opção de filme sobre distopia. (Foto: divulgação)

As distopias

A sociedade distópica parece ideal e pode ocorrer tanto no futuro, quanto no presente. Em uma distopia, existe sempre alguém controlando tudo, dentro de uma organização ou no próprio Estado. As regras são impostas rigidamente e aparecem criadas para um bem comum. Porém, no decorrer das histórias, é possível perceber que somente uma minoria é favorecida e a maioria é segregada.

As obras distópicas apresentam sempre um questionamento em relação aos valores sociais e políticos, mesmo sendo refletidos em uma sociedade totalmente diferente da que vivemos.

As distopias retratam uma sociedade contrária a utopia. (Foto: divulgação)

Veja também 10 dicas de livros de romance 

Dicas de livros que falam sobre distopias

1. “1984”, George Orwel: este livro traz uma metáfora sobre o mundo que estamos construindo.  Ele fala sobre a invasão de privacidade e os avanços tecnológicos, que favorecem o controle das pessoas, porém destroem a memória histórica. Fala também sobre a questão das guerras, que nem sempre asseguram a paz.

2. Admirável Mundo Novo, Aldous Huxley: trata-se de um livro distópico altamente profético, sendo um dos mais influentes do século 20. O livro descreve um Estado que tenta cuidar de toda a população. Fala sobre os seres humanos nascidos de proveta, sobre as drogas, família e outros assuntos.

Leia Também:  Curiosidades a respeito da vida dos pinguins

3. Fahrenheit 451, Ray Bradbury: o livro mostra uma época em que os próprios indivíduos se tornam uma ameaça ao sistema, em um ambiente onde essa atitude é totalmente proibida. O livro Fahrenheit 451 não é somente uma crítica à repressão política, mas também uma superficialidade da era da imagem.

4.  Fundação, Isaac Asimov: um homem muito brilhante cria a ciência da psicohistória, onde é possível antecipar o comportamento de muitas pessoas em todo o mundo. Ele prevê a queda do poderoso império galático.

Fahrenheit 451 é um excelente livro sobre distopias. (Foto: divulgação)

Veja também os melhores livros de Nicholas Sparks 

Os livros que falam sobre distopias são excelentes opções para quem gosta de uma leitura sobre civilizações não idealizadas. Eles possuem esse gênero devido a ausência da utopia em seus assuntos abordados. Aposte nos livros indicados e conheça mais sobre essa visão distópica.

Top