Lista de exames importantes na gravidez

Para que a gestação ocorra de forma tranquila e saudável, é essencial que a futura mamãe realize um pré-natal adequado. Através dele, o médico…

Por Editorial MDT em 12/12/2012

Para que a gestação ocorra de forma tranquila e saudável, é essencial que a futura mamãe realize um pré-natal adequado. Através dele, o médico responsável pelo acompanhamento poderá avaliar a evolução da gestação, assim como a vitalidade do bebê. Isso tudo será avaliado através da associação de um exame clínico e de exames complementares. Tendo isso em vista, conheça abaixo a lista de exames importantes na gravidez.

Conheça quais são os cuidados na gravidez.

É essencial que a gestante realize o pré-natal. (Foto: divulgação)

Conheça o guia de exames mês a mês

No intuito de mostrar a importância da realização de exames durante a gestação, separamos um guia que elucidará todos os exames que devem ser realizados durante a gestação, de modo a evitar futuras e graves consequências tanto à saúde da mãe, quanto à do bebê.

Primeiro mês – após a mulher ter recebido o resultado positivo, deve ser iniciado o acompanhamento pré-natal. Já no primeiro momento, o médico deverá solicitar:

  • Tipagem sanguínea da mãe;
  • Hemograma completo;
  • Glicemia de jejum para o diagnóstico de diabetes gestacional;
  • Sorologia para sífilis;
  • Sorologia para hepatite b;
  • Sorologia para HIV tipo 1 e 2;
  • Sorologia para toxoplasmose;
  • Urina 1;
  • Cultura de urina;
  • Exame de fezes.

Segundo mês – o médico obstetra poderá solicitar uma ultrassonografia transvaginal, na qual poderá visualizar se o embrião está implantado no útero. Além disso, é possível avaliar com precisão o tempo de gestação, assim como, se é uma gestação de feto único ou gemelar.

Terceiro mês – nessa época será realizada uma ultrassonografia com alta resolução, capaz de identificar se o feto gerado possui alguma malformação.

Quarto mês – a depender do médico que realiza o pré-natal, ele poderá solicitar a amniocentese (coleta do líquido amniótico) ou uma biópsia de vilocorial (fragmentos da placenta). Este último exame é indicado para gestantes com idade superior a 35 anos ou que possuam histórico familiar de doenças cromossômicas, por exemplo, a síndrome de Down.

Para evitar consequências ao bebê, as gestantes devem realizar o acompanhamento com um especialista.(Foto: divulgação)

Quinto mês – durante esse período, o exame solicitado é a ultrassonografia morfológica que tem como objetivo mostrar detalhes da formação do feto. Além disso, é possível solicitar a ecocardiografia fetal, indicada em mulheres que são portadoras de doenças acardíacas congênitas ou que possuam história familiar de doenças cardiovasculares.

Sexto mês – a ultrassonografia morfológica com Doppler é realizada para analisar os ossos, os órgãos e o fluxo de sangue no bebê, assim como no cordão umbilical e nas artérias uterinas. Além disso, colabora com a verificação do tamanho real do feto.

Entre o sétimo e o oitavo mês – o especialista poderá solicitar uma ultrassonografia comum para avaliar o peso do bebê, a quantidade de líquido amniótico e o funcionamento da placenta.

Nono mês – durante o último período da gestação, é importante avaliar e acompanhar a movimentação do bebê, assim como a vitalidade. Vale ressaltar que durante todas as consultas, a gestante deve ser pesada, verificada a pressão arterial e o tamanho da altura uterina.

O especilaista deve realizar uma lista de exames para acompanhar a vitalidade do bebê. (Foto: divulgação)

A gestação é uma fase que necessita de cuidados e atenção especial, por isso, é muito importante que o pré-natal seja devidamente acompanhado. Assim, o médico poderá avaliar a vitalidade da futura mamãe e do bebê, através de uma lista de exames importantes na gravidez.

Saiba mais sobre os cuidados a serem tomados com a mulheres grávidas.

Top