Liquidações de inverno: como aproveitar melhor

No mês de julho, não é apenas o clima frio e as férias que despertam interesse. A temporada também é marcada pelo início das…

Por Isabella Moretti em 10/07/2013

No mês de julho, não é apenas o clima frio e as férias que despertam interesse. A temporada também é marcada pelo início das liquidações de inverno. Neste período, os produtos são vendidos por preços mais atrativos, porém é importante tomar alguns cuidados com as ofertas.

As lojas aproveitam o mês de julho para lançar liquidações. (Foto:Divulgação)

As atrativas liquidações de inverno

Para anunciar uma liquidação de inverno, os lojistas deixam as vitrines repletas de números. Os consumidores, por sua vez, não perdem a oportunidade de conferir os itens com até 70% de desconto.

As ofertas estão invadindo as lojas de diferentes segmentos, como roupas, calçados e artigos de decoração. Os preços mais em conta são atrativos para vender os produtos de inverno que ficaram encalhados nas lojas.

Os consumidores normalmente se empolgam nas liquidações e acabam comprometendo o orçamento. Para não entrar numa fria e ficar no vermelho, é necessário controlar o dinheiro e o espírito consumista.

Dicas para aproveitar melhor as liquidações

Confira a seguir dicas para aproveitar uma boa liquidação:

• Para não comprometer o orçamento, é importante evitar os excessos;

• Quem vai a uma liquidação com pouco dinheiro ou com a intenção de fazer um crediário pode estar caindo em uma perigosa armadilha do comércio;

• A compra na liquidação deve ser pensada e analisada. O consumidor também precisa ter dinheiro para pagar à vista;

É necessário ter alguns cuidados para comprar os produtos em oferta. (Foto:Divulgação)

• Antes de adquirir um produto na temporada de ofertas, é fundamental avaliar o custo-benefício. Esta prática ajuda a evitar a compra por impulso;

• Em folhetos e cartazes, o consumidor deve verificar se as promoções são pertinentes. Algumas lojas só sustentam a palavra liquidação na vitrine, mas não baixam tanto os preços;

• O consumidor pode exigir a oferta do anúncio, de acordo com o CDC;

• Antes de comprar, o consumidor deve conhecer os pequenos defeitos de uma peça em liquidação. As roupas, por exemplo, podem apresentar manchas ou descosturas;

• Os fornecedores não são obrigados a trocar os itens adquiridos por motivo de cor, tamanho ou gosto. Desta forma, o consumidor deve analisar bem um item antes da compra;

É importante conhecer os defeitos do produto antes de comprá-lo. (Foto:Divulgação)

• Para conseguir fechar o melhor negócio, o consumidor deve perguntar quais as opções de pagamento oferecidas pela loja;

• Antes de adquirir qualquer item na liquidação, o consumidor deve fazer as seguintes perguntas para si mesmo: ‘Eu preciso disso?’ e ‘Tenho Dinheiro para comprar?’;

• É importante tomar cuidado com as condições desvantajosas, como a ausência de garantia.

Top