Modificações na Língua Portuguesa

Português

No inicio de 2009 diversas mudanças serão feitas na língua portuguesa, utilizada em sete países de todo o mundo.

Nas escolas, nos livros, dicionários, as mudanças já estão sendo feitas.

Essas mudanças estão sendo feitas para “simplificar” um pouco uma das línguas mais complicadas e difíceis de ser compreendida.

– Abaixo algumas de suas modificações.

Não será mais usado o Hífem quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com uma vogal diferente, como por exemplo: “extraescolar”, “aeroespacial”, “autoestrada”, também não será mais usado Hívem quando o segundo elemento começa com R ou S, podendo essas consoantes ser duplicadas, como por exemplo: “antirreligioso”, “antissemita”, “contrarregra”, “infrassom”. Porém será mantifo o Hífem quando os prefixos terminarem com R, ou seja, “hiper-“, “inter-” e “super-“, assim como em “hiper-requintado”, “inter-resistente” e “super-revista”.

Porém a Trema será extinta do nosso vocabulário.

Mas o que é o Trema?

O trema é usado no português brasileiro para assinalar que a letra U nas combinações que, qui, gue e gui, normalmente muda, deva ser pronunciadas e átonas.

Exemplos: qüinqüênio (pronuncia-se então “cuincuênio”).

O uso do acento diferencial não será mais necessário nesses casos: pára, péla, pólo, pélo, pêra.

O alfabeto terá de volta três letras: “W”, “K”, “Y”.

O acento agudo e circunflexo não serão mais usados, e em alguns casos e no Português lusitano o “C” e o “P” não existirão e não serão pronunciadas como por exemplo: “acção”, “acto”, “adopção”, “óptimo” serão “ação”, “ato”, “adoção” e “ótimo”.

Na verdade essas são algumas das diversas modificações a serem feitas.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

One Response - Add Comment

Reply