Lingerie Infantil: a Marca Jours Après Lunes é Criticada por Campanha Ousada Envolvendo Crianças

As discussões sobre erotização precoce tem ganhado voz há algum tempo. O assunto, que até alguns anos atrás parecia ter sido posto de lado,…

Por Editorial MDT em 25/08/2011

As discussões sobre erotização precoce tem ganhado voz há algum tempo. O assunto, que até alguns anos atrás parecia ter sido posto de lado, ganhou urgência a medida em que assuntos como casos de pedofilia ganharam a mídia e eis que recentemente um novo tópico reacendeu esta discussão.

A marca francesa de lingerie Jours Après Lunes usou meninas de 4 anos para uma campanha destinada a promover uma linha de lingeries infantil, para meninas entre 4 e 12 anos. As fotos trazem elementos que são comuns ao mundo feminino adulto, e não infantil, como visual semelhante ao da cantora Amy Winehouse e poses reclináveis. Uma campanha ousada e que não ficou sem resposta: em resumo, eram meninas posando como mulheres adultas.

A polêmica é somente a mais recente e veio no embalo de outro acontecimento digno de menção: um ensaio com participação da modelo-mirim Thylane Blondeau, de apenas 10 anos de idade na Vogue Paris, onde a menina aparece com maquiagem forte e salto alto e expressão indicativa de sensualidade. Ambos os fatos acabam suscitando a mesma pergunta: isso está estimulando a sexualização precoce por parte das garotas?

O site da revista Crescer colocou o tema em pauta, ouvindo o parecer de uma educadora e coordenadora dos cursos de especialização em educação infantil da PUC-RJ, Cristina Carvalho. De acordo com ela, é preciso que os pais tomem partido para mediar a relação do filho com o mundo. Por mais que digam que as crianças de hoje são precoces e entendem tudo, isso não é verdade. Elas precisam aprender as normas e regras da sociedade e o papel dos adultos é fundamental.

Quando elas não tem consciência do significado disso as meninas que reproduzem a maquiagem carregada ou a pose sensual normalmente são precocemente estimuladas a aceitar um comportamento para o qual não está preparada para entender e fazendo com que o tempo de infância se encurte. O que é diferente da imitação em casa, onde elas colocam o salto alto da mãe e andam pela casa. De acordo com a educadora, isso faz parte do desenvolvimento infantil, pois é através do brincar que ela passa a conhecer o mundo. O sinal de alerta é quando isso já deixa de ser uma simples brincadeira.

O outro lado:

Em resposta, a estilista da Jours Après Lunes,Sophie Morin disse estar surpresa com as dimensões do ocorrido e atribui a suposta sensualidade das fotos a uma má interpretação. Veja alguns trechos de sua fala, acordo com o site Vírgula:

[…]Tudo o que eu queria fazer era oferecer roupas íntimas macias e agradáveis de usar, adequadas para suas idades… Não se trata de uma extensão (de tamanho reduzido) da linha para mulheres, que é muitas vezes vulgar. As peças são totalmente opacas, nada transparentes, e o estilo é inspirado na moda infantil, com bolinhas e laços”

“Todas as fotos mostram crianças brincando. Se você olhar para os detalhes, muitas vezes você vai encontrar elementos de jogos infantis: bonecas de acessórios, animais de madeira, sem nenhuma conotação vulgar. As modelos não estão usando saltos altos, nem batom… usam óculos de sol, como toda criança. Sim, elas usam colares dentro da casa, assim como todas as meninas para se divertir. Além disso, todas são modelos profissionais e não Lolitas experimentando roupas de mulheres.”

E então? O que você acha?

Obs: As imagens foram redimensionadas pelo editor.

Top