Linfócitos Típicos - Baixos, Altos, Alterados, Acima do Normal

Linfócitos Típicos – Baixos, Altos, Alterados, Acima do Normal

As informações sobre Linfócitos Típicos – Baixos, Altos, Alterados, Acima do Normal são, frequentemente, pesquisadas na internet, principalmente pelas pessoas que acabaram de fazer…

Por Andre em 27/05/2015

As informações sobre Linfócitos Típicos – Baixos, Altos, Alterados, Acima do Normal são, frequentemente, pesquisadas na internet, principalmente pelas pessoas que acabaram de fazer um exame de sangue conhecido como Leucograma.

Linfócitos Típicos - Baixos, Altos, Alterados, Acima do Normal (Foto Ilustrativa)

Juntamente com outros tipos de células, os linfócitos formam os glóbulos brancos, consistindo em uma das principais linhas de defesa do organismo, atuando no combate a infecções por vírus e tentando evitar o surgimento de tumores. Eles também são os responsáveis por produzir os anticorpos.

Ou seja, os valores dos linfócitos, informados no hemograma, são um ótimo indicador do estado de saúde de uma pessoa, e por isso, esse tipo de exame costuma ser bastante solicitado pelos médicos para monitorar doenças e infecções como as provocadas pelo HIV.

Exames de laboratório: preços baratos, onde fazer

Linfócitos Típicos – Baixos, Altos, Alterados, Acima do Normal

Os valores dos linfócitos, apresentados no resultado do hemograma, podem indicar o estado de saúde do paciente (Foto Ilustrativa)

Os valores de referência dos linfócitos típicos, obtidos através do exame de sangue e que aparecem nos resultados do Leucograma, podem ter os seguintes significados:

– Linfócitos Baixos (Linfopenia)

Podem significar a presença de infecções e doenças agudas, Aids, lúpus, anemia aplástica, insuficiência renal e estado terminal de câncer, entre outras situações, ou seja, requer cuidados rápidos.

– Linfócitos Altos (Linfocitose)

Quando os valores dos linfócitos estão altos, pode significar que o paciente esteja apresentando alguma infecção, toxoplasmose, hepatite viral, rubéola ou infecção aguda por HIV, entre outros problemas, que também demandam ação rápida.

Os linfócitos ajudam na proteção do organismo, combatendo diversos agentes patógenos (Foto Ilustrativa)

Entenda como o exame de sangue é feito

– Linfócitos Normais

Os valores de referência dos linfócitos, que indicam uma situação normal (sem maiores problemas de saúde), são de 20% a 50%, ou 1500 a 5000/mm³ de sangue. Quaisquer valores muito abaixo ou muito acima destes inspiram cuidados.

Tipos e funções dos linfócitos

Os linfócitos ajudam a formar os glóbulos brancos (Foto Ilustrativa)

Exames realizados pelo SUS

Existem três tipos de linfócitos:

  • Linfócitos B: têm a função de produzir anticorpos e desenvolver a memória imunológica.
  • Linfócitos T: protegem contra fungos, vírus e bactérias, além de diferenciar as células do organismo de corpos estranhos.
  • Linfócitos NK (Natural Killer): atuam principalmente contra infecções virais e células cancerígenas.

Top