Licenciamento eletrônico SP: como fazer

Desde o dia 1º de janeiro de 2012, os motoristas de veículos registrados em São Paulo podem realizar o licenciamento eletrônico. O Certificado de…

É necessário atualizar o endereço em que o CRLV será encaminhado (Foto: Divulgação)

Desde o dia 1º de janeiro de 2012, os motoristas de veículos registrados em São Paulo podem realizar o licenciamento eletrônico. O Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) é um documento obrigatório para a circulação em todo o território nacional. A taxa para emissão do CRLV tem um custo de R$ 62,70; sendo que R$ 11,00 é referente ao custo de envio do item via Correios.

O licenciamento eletrônico deve acontecer de maneira antecipada, além de ter que ser pago junto com a cota única ou a terceira parcela do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor), que é recolhido por meio da Secretaria Estadual da Fazenda de São Paulo. O imposto também pode ser pago nas agências bancárias, atendimentos eletrônicos através da internet ou terminais de auto-atendimento de instituições financeiras.

Desde o dia 1° de janeiro é possivel fazer o licenciamento eletrônico (Foto: Divulgação)

Além de ter que pagar o IPVA, o motorista precisa quitar débitos como o seguro obrigatório e as multas de trânsito. O proprietário do veículo deve manter os dados de seu cadastro atualizado, pois o CRLV será encaminhado por meio do Correios ao endereço que consta no sistema do Detran-SP.

Para realizar o licenciamento eletrônico é necessário dirigir-se a qualquer agência dos bancos credenciados (Santander, Banco do Brasil, Itaú, BMB, Bradesco, HSBC, Citibank e Safra) e informar o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) ou mostrar o CRLV do exercício 2011. O pagamento da taxa também pode ser efetuado por meio da internet, através dos sites dos bancos.

O pagamento da taxa de licenciamento pode ser feito pela internet (Foto: DIvulgação)

O calendário de pagamento terá inicio no mês de abril quando os veículos automotores, reboque e semi-reboques com o final da placa 1 deverão efetuar o pagamento, já os de placas 2 (maio), 3 (junho), 4 (julho), 5 e 6 (agosto), 7 (setembro), 8 (outubro), 9 (novembro) e 0 (dezembro), devem ser pagos nos meses seguintes. O calendário para os caminhões de carga é diferenciado sendo que as placas com final 1 e 2 deve ter o tributo pago até setembro; 3, 4 e 5 até outubro; 6, 7 e 8 até novembro e; 9 e 0 até dezembro.

Leia Também:  Luminaria Led para Aquário Preços, Onde Comprar

O ideal é não deixar para realizar o pagamento de última hora, o que evita filas em terminais de bancos e demais locais aonde é possível realizar a quitação do imposto. Aproveite a forma de pagamento eletrônica para agilizar o licenciamento do seu veículo.

Top