Leite materno possui mais de 700 bactérias

O leite materno é o principal alimento dos bebês, porque é fonte de muitos nutrientes essenciais para o crescimento da criança. Porém, mesmo tendo tantos…

leite materno é o principal alimento dos bebês, porque é fonte de muitos nutrientes essenciais para o crescimento da criança. Porém, mesmo tendo tantos componentes positivos, ele possui mais de 700 tipos de bactérias. Esse dado foi fruto de uma pesquisa realizada por um grupo de cientistas da Espanha, que avaliaram esse principal alimento de um recém-nascido. Para as mães sem leite em abundância, a dica é prestar atenção no cardápio, já que alguns alimentos alimentos que estimulam leite materno.

Leite materno possui 700 bactérias (Foto: Divulgação)

Flora bacteriana é ajudada por leite materno

A fórmula e o papel biológico das bactérias encontradas no leite materno permanecem desconhecidos. A pesquisa, conduzido pela Spanish Foundation for Science and Technology, mostrou que o alimentos que garante a saúde do bebê por meses é um dos fatores determinantes na formação da flora bacteriana das crianças.

Para chegar a essas respostas, os estudiosos usaram uma técnica que leva em consideração o sequenciamento do DNA para identificar o grupo de bactérias que estão no leite materno, chamado microbioma. Graças a essa pesquisa, variáveis pré e pós-natal que influenciam a riqueza microbial do leite, agora podem ser determinadas com maior precisão. Além de compor a flora intestinal da criança, o leite materno previne anemia.

Mães obesas têm leite com menor quantidade de bactérias

Essa mesma pesquisa apontou que o leite materno das mulheres que estão acima do peso possuem uma diversidade menor de bactérias em sua composição. O estudo não apontou algum aspecto positivo nessa característica, pois não foi identificado se as bactérias se desenvolvem no organismo do bebê ou se até mesmo auxiliam em seu desenvolvimento.

Invista na boa alimentação do seu filho (Foto: Divulgação)

Hormônios e humor da mãe influenciam na quantidade de bactérias do leite

O estado hormonal da gestante no momento do parto também desempenha um papel importante. “A inexistência de sinais psicológicos como o estresse, assim como sinais hormonais específicos para o parto, podem influenciar na composição microbial e na diversidade do leite materno”, disse os autores do estudo.

Top