Leite materno e amamentação: mitos e verdades

A amamentação envolve muitos mitos e verdades que acabam confundindo as mamães, principalmente as de primeira viagem. Uma das principais dúvidas, por exemplo, é…

Por Editorial MDT em 27/03/2013

A amamentação envolve muitos mitos e verdades que acabam confundindo as mamães, principalmente as de primeira viagem. Uma das principais dúvidas, por exemplo, é até quanto tempo a criança deve ser amamentada nos seios. Afinal, qual idade para tirar a criança desse tipo de amamentação? Confira a resposta dessa e de outras indagações sobre o leite materno.

Um ato de amor que gera inúmeras dúvidas para as mamães. (Foto: Divulgação)

Mitos e verdades sobre amamentação

Confira alguns questionamentos comuns acerca do assunto e confirme se é mito ou verdade:

1 – Alimentos e bebidas como canjica e cerveja preta estimulam a produção do leite?

Mito. A produção e descida do leite nada têm a ver com esses dois itens. O que vai determinar o processo é a ingestão de bastante líquido pela mãe, de preferência água, que o corpo da mesma esteja descansado e que o bebê sugue o seio.

2 – Alguns leites são mais fracos?

Não, mito. O leite materno, no geral, é o melhor alimento para um bebê. Não existe isso de que o leite de uma mulher é mais fraco do que o da outra. Mesmo uma mãe desnutrida consegue produzir um leite saudável para o seu filho.

A alimentação da mãe interfere no leite materno? (Foto: Divulgação)

3 – A alimentação da mãe interfere no leite?

Verdade. Tudo o que é ingerido pela mãe, reflete no leite. Alimentos que produzem flatulências na mãe, por exemplo, causam também no bebê. Se a mãe variar bastante a alimentação nesse período, a criança terá uma melhor aceitação de alimentos quando começar a ter uma alimentação sólida.

4 – Chupeta e mamadeira interferem no aleitamento materno?

Mito e verdade. Isso pode ocorrer às vezes, em determinados casos. Os bicos artificiais não são indicados, principalmente no primeiro mês de vida. O bebê pode acabar confundindo com o bico do seio, atrapalhando um pouco na amamentação. Já a chupeta ajuda na necessidade de sucção que a criança tem, diminuindo um pouco o número de mamadas por dia, ajudando a mãe a descansar um pouco.

O leite materno pode ser congelado? (Foto: Divulgação)

5 – O leite materno pode ser congelado?

Sim, verdade. Em alguns casos ele até deve ser congelado para evitar empedramento do seio da mãe. Algumas mulheres têm excesso de produção de leite. Se a criança não esgotar aquela quantidade produzida no dia, o leite pode empedrar, causando dor e febre na mãe. Esse é um dos motivos que permite o leite ser retirado por esgotadeiras artificiais e congelados para depois. Se a mãe quiser, também pode fazer doação para o banco de leite da maternidade mais próxima.

Esses são apenas alguns dos mitos e verdades sobre a amamentação e o leite materno. Outras dúvidas vão surgindo com o tempo. A resposta, por exemplo, para a questão de até quanto tempo a criança deve mamar é de no mínimo seis meses e no máximo dois anos. Antes dois seis meses esse é o alimento essencial e indispensável para criança e depois dos dois anos já não é mais necessário, tornando um vício irregular.

Leia também:

Desmame do bebê: mitos e verdades

Dicas para manter a dieta durante a amamentação

Top