Lei de incentivo ao ensino técnico‎

O Brasil tem vivido um verdadeiro “BUM” da educação.  Muitos brasileiros estão ingressando um curso superior ou de nível técnico. Um dos cursos  mais…

Por Redacao em 01/10/2011

O Brasil tem vivido um verdadeiro “BUM” da educação.  Muitos brasileiros estão ingressando um curso superior ou de nível técnico. Um dos cursos  mais são, nos últimos anos, são os cursos técnicos. A qualificação técnica vem sendo bastante solicitada por empresas. Os governos, percebendo as possibilidades que tanto os cursos técnicos quanto os superiores podem proporcionar ao cidadãos, têm investido consideravelmente nesse setor.

Na última quinta-feira (27), começou a valer a lei de número 12.513/11, que institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec. A lei também modificou outras normas, que visam ampliar a forma de educação tecnológica e profissional dos estudantes. Todo o projeto é oriundo do Projeto de Lei da Câmara (o de nº 78/2011), que prevê  maior oferta de bolsas de estudos ou maior facilidade no financiamento de cursos para a qualificação técnica, através do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior – Fies.

Os cursos técnicos, em sua maioria, possuem custos bem menores que os cursos superiores. Por isto, dá a possibilidade de maior número de pessoas ingressarem neste de formação. Com a lei  aprovada, muitas unidades passarão a investir  no ensino técnico tanto na qualidade quanto na estrutura. Segundo a lei, a prioridade é beneficiar os alunos do ensino médio da rede pública, beneficiários de programas de transferência de renda, trabalhadores e bolsistas integrais de escolas particulares, que estejam cursando o ensino médio.

Haverá duas modalidades de bolsa: Bolsa-formação Estudante, destinada ao estudante do ensino médio e  Bolsa-Formação-Trabalhador, que será concedida aos trabalhadores e beneficiários dos programas do governo.

Esta é uma oportunidade para quem deseja uma formação técnica, mas que não tem ou não  teve oportunidade ou condições. Com a Copa do Mundo e as Olimpíadas, será necessário de mão-de-obra qualificada,  para assumir as mais variadas funções. Esta novidade chega em boa hora! Vamos aproveitar.

 

 

 

Top