Legging Adidas – Preços e Onde Comprar

Nos anos 90, a legging virou peça fundamental no guarda-roupa feminino. Diferente da calça jeans, que apesar da popularidade não proporciona tanta mobilidade e…

Nos anos 90, a legging virou peça fundamental no guarda-roupa feminino. Diferente da calça jeans, que apesar da popularidade não proporciona tanta mobilidade e conforto, a legging é super prática. À época, era combinada com tênis Ked’s e camisetões. Com o passar dos anos, ganhou novas modelagens e tecidos e hoje deixou de ser uma calça exclusivamente desportiva, sendo boa pedida para qualquer ocasião e combinando com peças mais modernas – como vestidos, casacos e até salto alto.

Um dos primeiros modelos de legging

No entanto, apesar da febre da década de 90, as leggings são mais antigas do que podemos imaginar. Entre os séculos 13 e 16, por exemplo, eram parte do guarda-roupa masculino e consistiam em duas peças, parecidas com as meias 7/8, sendo usada por baixo das roupas.

Apenas na metade do século 19, porém ainda sendo usada em duas partes, as leggings passaram a ser usadas também por mulheres.

A ‘nova releitura’, mais próxima da que conhecemos, só chegou às ruas nos anos 60, quando foi transformada em única peça e era bem parecida com a modelagem da calça capri, mas um pouco mais justa ao corpo. Uma das mais célebres adeptas do modelo foi Audrey Hepburn.

E as transformações não pararam por aí. Em 2008, surgiram as shinny. Ou seja, as leggings ganharam tecidos com brilho, tornando-se ainda mais urbanas e modernas. Na mesma época, surgiram também os jeggings, jeans com materiais que proporcionavam a mesma elasticidade e caimento da legging.

Ainda assim, a calça é a preferida dos esportistas. E pensando nisso, a Adidas desenvolve versões exclusivas para cada tipo de esporte. As da linha running, voltadas às mulheres que gostam de correr, caminhar e trotar, a marca apresenta modelos com a barra pouco abaixo dos joelhos e também na altura da canela. Os preços variam entre US$ 40 e US$ 75.

Legging Running curtas

Legging Running longas

Há modelos para quem pratica esportes ao ar livre (desde vôlei, futebol, tênis, entre outros, até lutas e artes marciais e atividades aeróbicas), com preços que variam entre US$ 30 e US$ 45.

Legging Training longa

Quem é adepta da academia também tem modelos exclusivos desenvolvidos pela grife, custando entre US$ 30 e US$ 45.

Legging Training curta

A Adidas tem parceria com alguns estilistas e a legging integra as linhas de cada um deles. Stella McCartney, que colabora com a marca há anos, criou em sua última coleção, peças voltadas às necessidades de cada mulher. Os modelos running (corrida), custam US$ 70 e US$ 75 – mesmo valores das peças studio (academia). A variedade está nas versões yoga, com calças de cortes mais fluídos.

Leggings Yoga by Stella McCartney

Legging Running by Stella McCartney

O designer Jeremy Scott optou por um único modelo de legging, que pode ser usado tanto para a prática de esportes, como também para compor um look mais urbano. A peça integra a linha SLVR, voltada aos desportivos inteligentes e proporcionando o equilíbrio entre o estilo urbano e a moda esporte.

Legging by Jeremy Scott

Outra linha da Adidas, a Neo Label, dedicada ao público jovem, aposta em leggings coloridas e estampadas.

Leggings NEO Label

No Brasil existem vários pontos da Adidas. Para saber qual é o mais próximo de você – ou então encomendar sua legging sem sair de casa – acesse: www.shopadidas.com/storelocator

Top