Felipo Bellini 20/04/2022 Banco

Juros Futuros, conhecidos também pelo nome de juros longos, são deduções mercadológicas calculadas em cima da evolução da taxa básica de juros nacional. Nessas deduções são considerados vários fatores, como cenário macroeconômico, inflação e inseguranças jurídicas, e podem interferir em todos os investimentos, sejam de renda fixa ou variável.

O que significa juros futuros?

São uma espécie de contrato realizado entre dois indivíduos, sobre a estimativa da taxa de juros entre o período inicial da negociação até uma determinada data futura. Essa operação representa a expectativa do mercado para as variações de juros dentro das operações interfinanceiras.

Sendo assim, a oscilação da taxa de juros não afeta somente o bolso dos cidadãos brasileiros, como também toda a engrenagem do mercado financeiro.

Qual a relação de juros futuros e juros longos? 

Como é bem notável pelo próprio nome, os “contratos futuros” focam bastante no retorno ao longo prazo, consequentemente, isso faz com que os juros custam mais caros.

Existe aqui uma relação de causa e efeito na qual quanto maior o tempo de retorno do investimento, maior é a quantia de lucro em cima dele.Isso existe por que aqui os juros são bastante cumulativos, formando assim uma junção de pequenos lucros que no final formam uma grande “bola de neve” de lucros.

Para que servem os juros futuros?

Eles servem para dar uma pequena sensação de estabilidade para os investidores em meio a um mercado bastante instável.

Para que servem os juros futuros?

Fonte/Reprodução: original.

Em prática, quando se realiza a fixação dos juros para os determinados prazos, as taxas futuras acabam se tornando um tipo de “seguro” para o mercado, fazendo com que o investidor possa ter noção do quanto irá retornar do seu investimento. Dessa maneira, com a taxa de um certo período já está estimativamente garantida, o investidor não precisa se preocupar com as futuras oscilações. Essa operação é muito conhecida no mercado pelo nome de hedge, que pode ser definido como uma espécie de proteção.

 O que influencia os juros futuros?

Para ter uma certa estimativa de como vai ser o valor das taxas de juros futuras, os “players” do mercado financeiro baseiam-se nos indicadores mais famosos do âmbito econômico.

Primeiro, são consideradas a taxa de inflação, política fiscal, monetária e a dívida pública do país. Em meio a esses dados, o mercado cria uma projeção de como a taxa de juros deve se manter em um cenário mais longo. Por exemplo: se a economia no momento atual apontar que a inflação vai ser alta daqui a uns dois anos, a expectativa é que os juros estejam bem altos nesse período. Dessa maneira, os contratos de juros futuros para dois anos serão a uma taxa de juros maior do que a que está atualmente.

Qual a importância dos juros futuros nos investimentos?

Os juros futuros são uma das principais referências para a precificação de todos os investimentos de renda fixa. Um exemplo disso é o Tesouro Direto, que leva em consideração os juros futuros na negociação de títulos com o mesmo prazo de vencimento dos contratos futuros, mudando o preço quando tem uma oscilação na taxa de juros. Nesse âmbito, os títulos prefixados reagem de forma proporcionalmente inversa aos juros futuros: a desvalorização ocorre quando os juros aumentam, em contrapartida, quando os juros caem, eles se valorizam.

A renda variável também chega a ser afetada pelas oscilações dos juros futuros. Empresas do setor financeiro são beneficiadas pelo aumento da taxa de juros. Contudo, os negócios do ramo de varejo e tecnologia são prejudicados por conta da alta, haja vista que o custo de novos empréstimos acaba ficando mais caro. Consequentemente, isso acaba prejudicando o preço das ações de empresas desse segmento.

Alta dos juros futuros no Brasil

No momento da realização deste artigo o percentual de taxa dos juros futuros está custando 13,5%, podendo ter o reajuste de 12,97% até janeiro de 2023. Entre os vencimentos mais longos, como os de 2025 e 2027,  a quantia varia de 11,77% até 11,95%. 

Quais os tipos de contratos baseados em Juros Futuros?

Existem vários contratos baseados no juros futuros, sendo os mais comuns esses aqui abaixo:

Contrato futuro prefixado:

Essa situação acontece onde se encontra uma dívida com juros pós-fixados e a expectativa é de juros maiores ao longo prazo.

Contrato futuro prefixado:

Fonte/Reprodução: original.

Sendo assim, o investidor acaba vendendo um contrato futuro prefixado em cima da taxa atual, se defendendo contra uma provável alta.

 Contrato futuro pós-fixado:

Em contramão, essa situação decorre no momento onde se obtém uma dívida com juros prefixados e a expectativa é de juros baixos no longo prazo.

Desse jeito, o investidor adquire um contrato futuro pós-fixado com o valor da taxa do dia do vencimento, pagando assim juros mais baratos.

Em resumo

Neste artigo podemos ver o que são os juros futuros, como ele é formado e o quanto ele pode contribuir para seus investimentos, mostrando assim o valor de obter mais conhecimento sobre o mesmo.

Outros artigos

Kamilla é a nova líder do BBB 13

08/02/2013

Kamilla é a nova líder do BBB 13

Na noite da última quinta-feira, 8 de fevereiro, Pedro Bial anunciou para os participantes do Big Brother Brasil 13 as regras da prova do líder. Nasser e Ivan que fo...