Juros de empréstimo: cuidados

Ao solicitar um empréstimo, é preciso ficar atento as taxas de juros para saber o quanto você realmente terá que pagar ao banco. Por…

Ao solicitar um empréstimo, é preciso ficar atento as taxas de juros para saber o quanto você realmente terá que pagar ao banco. Por isso, quem recorre a este tipo de solução deve fazer um planejamento para manter o controle sobre suas despesas e evitar que as mensalidades do financiamento comprometam uma parte significativa da sua renda.

Juros mais baixos

Mesmo com os juros mais baixos, os cuidados na hora de fazer o empréstimo precisam ser mantidos. (Foto: Divulgação).

Mesmo com as ações realizadas nos últimos meses pelo governo para reduzir as taxas, sua cobrança ainda faz uma enorme diferença no bolso do consumidor. Uma das medidas adotadas visando este objetivo é o Cadastro Positivo, sistema que permite aos bons pagadores o acesso a taxas de juros mais reduzidas na obtenção de crédito.

Veja como escolher o banco para fazer empréstimo.

Agora, essa iniciativa se junta aos cortes já realizados pelos bancos, que foram incentivados por um inédito ciclo de queda da taxa Selic. Levantamentos revelam que entre agosto de 2011 e outubro de 2012, a Selic baixou de 12% para 7,25% ano. Isso permitiu ao governo reduzir os juros por meio da Caixa e do Banco do Brasil, medida que foi adotada por outras instituições.

Entretanto, saiba que taxas de juros mais baixas também inspiram cuidados na hora de fazer um empréstimo. Por isso, separamos algumas dicas para que você possa emprestar dinheiro sem se afundar em dívidas. Confira!

Cuidados com os juros de empréstimo

Antes de solicitar um empréstimo, você deve avaliar o impacto que ele pode causar em sua renda. (Foto: Divulgação).

Mesmo com a redução, os juros no Brasil continuam altos. E eles podem comprometer ainda mais a sua renda se você entrar numa situação de inadimplência. Caso não consiga evitá-la, tente renegociar a dívida, oferecendo uma proposta coerente a sua realidade financeira. Entretanto, não se livre da cobrança para obter mais crédito. Aprenda a poupar sua renda para compromissos mais importantes e objetivos futuros.

Leia Também:  Veja as 10 melhores cidades para investir em imóveis

Para isso, você também precisa planejar os seus gastos, bem como o impacto que um empréstimo pode gerar em sua renda. Em épocas favoráveis ao crédito e ao consumo como a atual, o planejamento acaba assumindo um papel ainda mais importante para que você possa aproveitar essas condições de maneira equilibrada.

Confira alguns cuidados básicos ao pegar empréstimos.

Uma orientação importante é não deixar que as parcelas do empréstimo comprometam mais do que 30% de sua renda. (Foto: Divulgação).

Não é porque os juros estão mais baixos que você pode se comprometer com uma dívida maior, aumentando o valor das parcelas. De acordo com os especialistas, as mensalidades devem continuar cabendo em seu orçamento, comprometendo, no máximo, 30% de sua renda.

Apesar da maioria dos bancos ter reduzido as taxas de juros, as condições de pagamento oferecidas por essas instituições podem variar. Por isso, não deixe de comparar as taxas bem como as características de cada linha de crédito. Uma boa pesquisa certamente poderá levá-lo a um bom negócio.

Top