Jundiaí pode ser tornar a terra dos eletrônicos brasileiros

Embora a cidade já contasse com uma pequena fábrica da Foxconn, havia pouco interesse no desenvolvimento tecnológico no município de Jundiaí. No entanto, esse…

Fábrica da Foxconn

Embora a cidade já contasse com uma pequena fábrica da Foxconn, havia pouco interesse no desenvolvimento tecnológico no município de Jundiaí. No entanto, esse quadro mudou depois que a Apple divulgou que o tablet iPad seria fabricado no Brasil. Dos 435 milhões de reais aplicados na indústria na cidade, R$ 300 milhões vieram da fabricante Foxconn, empresa que fabricará o tablet da Apple. Isso fez com que a prefeitura local desenvolvesse uma alternativa para incentivar o crescimento industrial na região que pode transformar a cidade do interior de São Paulo em um pólo de produtos eletrônicos e de tecnologia.

Corre na imprensa que o município está finalizando um projeto de lei, que incentiva a indústria de montagem de hardwares e produtos eletrônicos. Ele constituiria em uma redução no IPTU, ISS (Imposto Sobre Serviços) e no ITBI (Imposto sobre Transmição de Bens Imóveis). Segundo o projeto, o Parque Tecnológico de Jundiaí teria 300 mil metros quadrados e seria localizado no bairro Engordadouro, na zona norte da cidade. Para tal, seriam investidos R$ 30 milhões ao ano para abrigar empresas de base tecnológica em softwares, serviços, pesquisa e desenvolvimento.

Caso seja aprovado, o projeto deve ser iniciado em 2012 e tem previsão para estar concluído em dezembro de 2013. Vale lembrar que a medida não vale apenas para a empresa responsável por montar os iPad no Brasil, mas para diversos segmentos de eletrônicos e hardware. Isso pode reduzir sensivelmente o preço final de diversos produtos no nosso país.

Top