Jovem Rafael e a missão de manter o Cruzeiro na elite do Brasileirão

O Cruzeiro terá um importante desfalque no clássico contra o Atlético Mineiro, no próximo domingo, às 17h, na Arena do Jacaré. Trata-se do goleiro…

Goleiro Rafael realizou 16 partidas pela equipe profissional do Cruzeiro. Crédito: Washington Alves/VIPCOMM

O Cruzeiro terá um importante desfalque no clássico contra o Atlético Mineiro, no próximo domingo, às 17h, na Arena do Jacaré. Trata-se do goleiro Fábio, que cumpre suspensão automática por ter recebido o terceiro cartão amarelo na rodada passada. Com a ausência do experiente goleiro, a permanência da equipe celeste na primeira divisão do Campeonato Brasileiro passa pelas mãos do jovem arqueiro Rafael, de apenas 22 anos.

Na 16ª colocação, com 40 pontos, o Cruzeiro precisa de uma vitória simples para escapar do descenso. Por outro lado, se não obtiver um triunfo diante do Galo, a Raposa terá de torcer por tropeços de Ceará e Atlético Paranaense, rivais diretos na luta contra o rebaixamento.

Com este cenário, o goleiro Rafael jogará pela sétima vez com a camisa do Cruzeiro na atual temporada. Tranquilo em relação à necessidade de ter de substituir o titular Fábio, Rafael se mostra preparado para o desafio e afirma que o segredo para ter um time vencedor é a força do elenco. “Eu sempre falo que futebol não se ganha apenas com os 11 titulares e sim com o grupo. Nenhum time joga dez jogos seguidos com a mesma equipe porque sempre tem cartão, lesão. Por isso, eu e outros jogadores que não são titulares procuramos trabalhar porque sabemos que uma hora ou outra a oportunidade vai chegar. Não é questão de entrar numa fria, e sim trabalhar. Eu vou tentar fazer meu melhor para não tomarmos gol, que é minha principal função. Se eu fizer isso, vou contribuir com a equipe. Vou entrar em campo e fazer o que puder para ajudar o Cruzeiro a sair de campo vitorioso”, declarou o goleiro ao site oficial do clube mineiro.

Continuar Lendo  Contratações: o drama do Palmeiras na era Felipão

E o passado recente de Rafael mostra que a torcida celeste tem motivos para confiar no potencial do atleta, já que o goleiro foi decisivo para o clube não sair derrotado de uma partida neste Brasileirão. No jogo diante do Palmeiras, pela 21ª rodada, no estádio do Pacaembu, a partida seguia empatada em 1 a 1, quando o árbitro assinalou um pênalti para o alviverde paulista, aos 45 minutos do segundo tempo.

Com a frieza e a segurança de um experiente goleiro, Rafael saltou e defendeu a cobrança do especialista Marcos Assunção. Por essas e outras, o jovem Rafael pode sair de campo, no domingo, com o rótulo de herói e ainda marcar seu nome na história do clube mineiro.

 

Top