Entenda o que está travando a jornada de trabalho de apenas 4 dias por semana no Brasil

Felipo Bellini 16/08/2021 Notícias

Há motivos específicos para que a jornada de trabalho de apenas 4 dias não seja possível no Brasil, como a perspectiva econômica e a produtividade. Percebe-se que nenhuma empresa teria condição manter os valores salariais de seus funcionários, além de diminuir os horários a serem trabalhados.

Dá-se por causa dos trabalhadores do Brasil serem bem menos produtivos em comparação com os de outros países. Portanto, é complicado realizar esse feito, uma vez que os brasileiros demoram uma hora para fazer a mesma coisa que americanos, alemães e coreanos fariam entre 15 e 20 minutos.

Como seria essa redução de jornada de trabalho no Brasil?

A redução aconteceria de acordo com a MP 1.045 de forma que o salário fosse cortado para 25%, 50% e 70%, autorizando a suspensão de seus contratos. Os empregados possuirão direito a ter estabilidade no trabalho até que termine a suspensão ou redução de jornada. 

Alguns especialistas creem que seria possível ter um limite de 44 horas por semana trabalhadas e ainda poder descansar nos outros dias sem qualquer tipo de problema. O empregador pode entrar em um acordo com seu funcionário para haver um  limite de 10 horas de trabalho por dia, que seriam divididas.  

Se a carga horária for reduzida, mas não o salário, não haveria nenhum tipo de problema e desta maneira o empregado teria de fazer tudo em apenas quatro dias e dar um jeito de aumentar a produtividade.

Para que as empresas reduzam o valor do salário seria preciso possuir qualquer acordo coletivo, e os funcionários com certeza não aceitariam tal opção imposta a eles.

jornada de trabalho

Entenda o que está travando a jornada de trabalho de apenas 4 dias por semana no Brasil

O que está travando a jornada de trabalho?

Ao contrário do que se pensa, uma produtividade tão baixa não se dá pela preguiça de quem está trabalhando, mas por defeito do capital humano, como, por exemplo: classificação inferior dos trabalhadores. 

Ainda é notório que há uma tecnologia antiquada e ocorrem muitos problemas na área de investimentos, somando-se com diversos problemas com relação às infraestruturas e outras burocracias. 

Por esses motivos, é quase impossível diminuírem a jornada de um trabalhador brasileiro junto de falta de praticidade, produtividade, formações inadequadas e econômica.  

A produtividade não aumentou ao longo dos anos, pelo contrário, parece mudar devagar e apesar de existir toda uma tecnologia ou o aumento da escolaridade, esse quadro não se modificou nas décadas anteriores.

Entre os anos de 1981 a 2018, foram realizadas análises sobre a taxa de produtividade no Brasil e apenas houve um pequeno aumento de 0,4%. 

Muito antes de quererem trazer esse tipo de mudança para as empresas e funcionários, deve-se lembrar que a situação socioeconômica do Brasil não é uma das melhores, além de não ser uma boa coisa fazer comparações com países desenvolvidos.

Atualmente, as empresas não teriam como diminuir o horário de trabalho e aumentar o custo de serviço e para isso acontecer, seria necessário planejar de antemão diversas coisas, como, por exemplo, a educação, pois através dela poderão vir ótimos profissionais capacitados para as áreas necessitadas. 

Uma jornada de trabalho reduzida poderia trazer problemas aos trabalhadores que teriam seus salários cortados pela metade e seriam obrigados a terem um segundo emprego para manter a renda em casa, para evitar qualquer tipo de dificuldade.

Para muitos ter a redução de jornada e descansar em casa, tirar um lazer para fazer cursos ou investir em algo, seria ótimo se não tivesse um inconveniente como esse pelo meio do caminho. 

Ter dois trabalhos consumiria ainda mais tempo, tornando o dia a dia mais cansativo do que se estivesse apenas em um único emprego com jornada diária de 8 horas. Essa situação denomina-se por sobrejornada e seria ainda pior do que o quadro atual.

Manter a qualidade de trabalho em dois empregos pode fazer com que o empregado tenha um desempenho abaixo do normal, o que acarretaria mais problemas. Cansaço e estresse podem contribuir para isso acontecer, inclusive.

E ocorrer uma redução no trabalho precisaria de mudanças em áreas como a tributária e legislação trabalhista que garanta a presença dos sindicatos. Para os especialistas, isso não ocorrerá no país por pelo menos nos próximos 30 anos.

Outros artigos

Cruzeiros Princess Cruises 2012

13/12/2010

Cruzeiros Princess Cruises 2012

A Princess Cruises é uma companhia de cruzeiros que promove incríveis viagens marítimas. A cada temporada a empresa adota uma nova programação, incluindo no rote...

Graduação em Economia SP

19/01/2011

Graduação em Economia SP

A economia é a ciência social que estuda a produção, distribuição e consumo de bens e serviços. Uma área onde o salário é de grande remuneração é a economia, a e...

Sombra até a sobrancelha: como usar

20/07/2012

Sombra até a sobrancelha: como usar

Os tons mais claros devem acompanhar a base da sobrancelha.O mundo fashion é extremamente dinâmico e está em constante renovação. A cada estação surgem novas tendênc...