Jogos virtuais atrapalham relação entre casais, segundo estudo

Segundo um estudo conduzido pela Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, jogos online, são grandes causadores de tensão e insatisfação no casamento. Cerca de…

Por Editorial MDT em 22/02/2012

Imagem: (Foto Divulgação)

Segundo um estudo conduzido pela Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, jogos online, são grandes causadores de tensão e insatisfação no casamento. Cerca de 75% dos parceiros – sobretudo as esposas – de jogadores gostariam que eles se dedicassem mais às tarefas conjugais.

“É senso comum que muitos casais enfrentam problemas em torno dos games, principalmente quando os maridos são viciados na jogatina. O impacto é claro”, afirma Neil Lundberg, professor responsável pela pesquisa. “Descobrimos que o problema não é quantas horas a pessoa passa jogando, mas sim como esse período impacta a relação entre o casal”, completa ele.

A atividade paralela, segundo o estudo, pode tomar tempo das conversas e atividades realizadas em conjunto, momentos que unem o casal. Com isso um dos companheiros se sente desamparado. Além disso, quase sempre, é a mulher que fica de fora da festa. Os autores do estudo entrevistaram 349 casais em que ao menos um dos indivíduos é um jogador pertinaz. Em 85% dos casais, esse é o homem. E no caso de companheiros que jogam juntos, em 73% dos casos o homem passa mais tempo jogando.

Chamar a esposa para jogar, é a solução descoberta pela pesquisa para solucionar o problema na maior parte dos casos. O jogo online tem uma consequência positiva na vida de 75% dos casais que compartilham o controle de vídeo game. Os jogadores, disseram os pesquisadores, gostam de interagir com seus personagens no universo online.

“Nem todos os videogames são ruins”, afirma Michelle Ahlstrom, uma das autoras. “Alguns são divertidos e podem fortalecer a relação com o companheiro. É preciso considerar o conteúdo do jogo, quanto tempo ele exige, como afeta o  trabalho, o  sono e, sobretudo, a relação matrimonial”, aconselha  Ahlstrom.

Top