Jogos dependerão de redes socias para sobreviver, diz Activision

A produtora Activision, responsável pela série Call of Duty, está preparando a rede social COD: Elite, que será lançada no final do ano. De…

Por Redacao em 26/09/2011

A produtora Activision, responsável pela série Call of Duty, está preparando a rede social COD: Elite, que será lançada no final do ano. De inicio, será lançada para os jogadores do excelente Call of Duty: Black Ops, e posteriormente, para o esperado Call of Duty: Modern Warfare 3.

Para a produtora, esse tipo de serviço, que oferecerá muito mais do que simplesmente mirar, atirar e matar, será obrigatório para qualquer jogo lançado em 3 ou 5 anos. O site Eurogamer, lembra ainda, que outras empresas já trabalham com algo parecido. Um bom exemplo é a Electronic Arts, com o seu Autolog para o sucesso Need for Speed, que permite que o jogador enfrente seus adversários, sem estar conectado à rede.

Em entrevista ao MCV, Jamie Berger, executivo da Activision, falou um pouco sobre esse futuro, que está tão próximo.

“Acreditamos que uma estratégia de um serviço anual, seja necessária para ampliar a experiência do jogo para além do simplesmente jogar”, disse Jamie Berger. “Neste momento é uma opção, mas em três ou cinco anos, não será. Para dar apoio a uma base de jogadores diversa, terá que ter serviço e uma estratégia de conteúdos contínuos. Não vejo como os jogos irão funcionar sem isso”, concluiu o funcionário da Activision.

Top