Jogar videogame a noite toda aumenta chances de diabetes

Jogar videogame a noite toda aumenta chances de diabetes

Uma pesquisa, realizada pela Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, revelou que jogar videogame a noite toda aumenta as chances de diabetes. Este hábito…

Por Isabella Moretti em 03/10/2012

Uma pesquisa, realizada pela Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, revelou que jogar videogame a noite toda aumenta as chances de diabetes. Este hábito também pode prejudicar a vida do indivíduo em outros aspectos, comprometendo a saúde e a vida em sociedade. Os resultados completos do estudo foram publicados no na revista Sleep do mês de outubro.

Jogar videogame a noite toda aumenta a resistência a insulina e pode levar ao diabetes. (Foto:Divulgação)

Jovens que dormem pouco correm risco de ter diabetes

Para chegar à conclusão de que o costume de jogar a noite eleva o risco de diabetes, os pesquisadores avaliaram 245 adolescentes saudáveis. O estudo monitorou os padrões de sono e níveis de resistência à insulina. Para obter os resultados, não foram considerados fatores como IMC (índice de massa corporal), raça, gênero, idade e circunferência da cintura.

Depois de avaliar os dados, concluiu-se que o sono mais curto gera altos níveis de resistência a insulina, o que pode favorecer o desenvolvimento de diabetes. Caso os adolescentes, que dormem em média seis horas por dia, acrescentassem uma hora a mais de sono, teriam a chance de reduzir a resistência à insulina em até 9%.

A pesquisa norte-americana serve de alerta para os adolescentes que costumam dormir pouco e não se preocupam com a saúde. Eles normalmente renunciam a uma boa noite de sono para ficar conversando na internet, assistir TV ou sair com os amigos. Estes hábitos, típicos da juventude moderna podem não ser saudáveis e desencadear uma doença crônica.

Estudo é pioneiro ao associar o sono mais curto com a incidência de diabetes. (Foto:Divulgação)

Os estudiosos da Universidade de Pittsburgh afirmam que o estudo é pioneiro, ao associar o sono mais curto com a incidência de diabetes. Recentemente outro estudo abordou a doença, alegando que ela é causada por bactérias presentes no intestino.

Veja também: Videogame em excesso prejudica a saúde física e emocional

Sobre a diabetes tipo 2

Considerada a forma mais comum de diabetes, a diabetes tipo 2 tem comprometido a vida de milhões de pessoas, graças aos altos níveis de glicose na corrente sanguínea. Esta doença é caracterizada pela dificuldade de produzir ou consumir insulina, impedindo que o açúcar entre nas células e seja armazenado para a transformação em energia.

Para identificar a diabetes tipo 2, a pessoa deve estar atenta aos primeiros sintomas, como o aumento da sede, a fome e a fadiga. O tratamento da doença consiste basicamente em controlar os níveis de glicose, sobretudo através da alimentação e do autoexame.

Adolescentes renunciam a uma boa noite de sono para jogar ou fazer outra atividade. (Foto:Divulgação)

O número de pessoas que sofrem com a diabetes tipo 2 está crescendo rapidamente, sobretudo por causa da obesidade, que se tornou uma epidemia mundial. Os jovens que desejam prevenir o problema devem dormir pelo menos 8 horas por dia, manter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos.

Saiba mais: Caminhada pode colaborar para evitar diabetes tipo 2

Top