Japoneses celebram florescimento das cerejeiras um ano após tsunami

O começo da primavera e o florescimento das cerejeiras, que é conhecido como “sakura”, consegue resgatar um ano depois do tsunami que abalou o…

As flores são lindas (Foto: Divulgação)

O começo da primavera e o florescimento das cerejeiras, que é conhecido como “sakura”, consegue resgatar um ano depois do tsunami que abalou o país o clima de festividade nos corações de milhões de japoneses. No último ano, as autoridades pediram para a população evitar as comemorações da “sakura”, devido ao maior desastre desde a Segunda Guerra Mundial, que atingiu o país. Em sinal de respeito aos mais de 19 mil mortos e desaparecidos, a tradição foi quebrada.

Em 2012 tudo voltou ao normal e o Japão parece ter superado essa tragédia e vem recuperando diariamente a sua alegria. Os jardins da capital da nação estão preparados para a realização do “hanami” (uma espécie de piquenique), a grande festa do “sakura”. A festividade em torno nas belas cerejeiras rompe o tradicionalismo japonês, deixando espaço para a espontaneidade dos atos entre a população.

As famílias se reunem para um piquenique embaixo das árvores nos finais de semana (Foto: Divulgação)

De acordo com a Agência japonesa de Meteorologia, as cerejeiras estão em plena floração, enquanto os habitantes do nordeste do país deverão esperar por mais uma semana para celebrar o “sakura”.

O frio ainda é habitual no fim da tarde, porém, não espanta os trabalhadores que final do dia caminham em direção as cerejeiras com bolsas lotadas de bebidas e comidas, além claro, do cobertor, que serve para diminuir o frio. A função dos estagiários é madrugar nos parques para reservar o disputado espaço entre as cerejeiras. Alguns trabalhadores fazem questão de presentear seus colegas com a melhor localização para admirar as flores. A celebração serve para dar boas-vindas aos recém chegados na empresa e para a realização de uma despedida calorosa para os que se vão.

A "sakura' faz parte da tradição japonesa (Foto: Divulgação)

Nos finais de semana as famílias tomam conta do espaço. Alguns grupos de amigos também se reúnem, promovendo fogueiras para aquecimento. É possível ver geladeiras e grandes quantidades de comidas e bebidas, como o sake. Durante a semana o encontro em virtude da “sakura” recebe um reforço de postos ambulantes de comida e são decorados com pequenas lanterninhas, que permanecem durante a noite. As lojas, restaurantes e shoppings também se preparam para a celebração da chegada da primavera, a maioria com produtos temáticos e decorações com a cor rosa, a mesma cor das flores das cerejeiras. O espetáculo da natureza é lindo e vale a pena ser visto.

Leia Também:  Sambista e compositor Dicró morre aos 66 anos

Confira abaixo algumas fotos da “sakura”:

Top