IPTU SP: Câmara aprova reajuste pela inflação até 2024

Felipo Bellini 03/12/2021 Notícias

O IPTU sofrerá uma correção pela inflação entre 2022 a 2024 através da PL (Projeto de Lei) aprovada pela Câmara Municipal de São Paulo. O reajuste se dará com base no medidor oficial da inflação: o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

O que é o projeto que promove a Câmara Municipal de SP pelo reajuste do IPTU?

A PL — além de revisar a PGV, alterações no IPTU; ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) e ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) — atualizou a tarifa da COSIP (Contribuição de Serviço de Iluminação Pública) e regras de isenção de IPTU.

IPTU SP Câmara aprova reajuste pela inflação até 2024 (2)

Fonte/Reprodução: original

O principal argumento contra a medida é que esse reajuste no IPTU através da inflação resultaria em um aumento substancial na contribuição dada pelos bairros periféricos. O reajuste do IPTU fica, então, limitado a 10% do teto salarial do proprietário.

Quem tem direito a isenção de valores do IPTU SP?

Todos os imóveis situados na Zona Urbana pagam IPTU. Por ser um imposto municipal, cabe à prefeitura de cada município definir valores, isenções e todas as questões desse imposto que vai parar nos cofres públicos.

Cada município tem suas regras específicas para isentar o contribuinte de pagar o IPTU, mas de maneira generalizada, todos os aposentados segurados do INSS têm direito a isenção do IPTU (total ou parcial, a depender da sua renda).

Para beneficiários cuja renda seja equivalente até três salários mínimos (R$ 3.135,00) há isenção total; os que tenham de três a quatro salários mínimos (R$ 3.135,00 até R$ 4.180,00) recebem um desconto de 50%; e beneficiários com renda de quatro a cinco salários mínimos (R$ 4.180,00 até R$ 5.225,00) recebem um desconto de 30%.

Além do fator salarial, é necessário que o aposentado ou pensionista não possua imóveis em outros municípios; o imóvel em questão deve ser a residência do solicitante; o valor do imóvel não deve ultrapassar R$ 1.256.424,00.

Para realizar a solicitação de isenção é necessário ir até à prefeitura da sua cidade e solicitar na Secretaria de Fazenda local.

O que é a Planta Genérica de Valores e como influencia o IPTU?

A Planta Genérica de Valores (PGV) é uma fórmula para calcular o valor de imóveis com a intenção de cobrar os impostos devidos. São levados em consideração impostos como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis).

A PGV, portanto, é uma ferramenta essencial para o poder municipal poder cobrar impostos de maneira justa sobre a propriedade avaliada com valores reais do mercado imobiliário.

Municípios pequenos têm grande dificuldade em elaborar um valor médio para as propriedades imobiliárias pelo baixo índice de informações consistentes.

Outros artigos

Cursos Gratuitos para Jovens 2016 no Senai

27/02/2016

Cursos Gratuitos para Jovens 2016 no Senai

Os Cursos Gratuitos para Jovens 2016 no Senai estão disponíveis em todo o país, com a finalidade de qualificar a mão-de-obra para o mercado de trabalho. Essa institu...

TV Digital de Bolso Preços, Onde Comprar

24/08/2010

TV Digital de Bolso Preços, Onde Comprar

Para quem gosta de eletrônicos de bolso, mais uma novidade já está dando o que falar. A moda agora é a TV digital de Bolso. Isso mesmo! Uma TV digital do tamanho...

Vagas de estágio no Banco Central 2013

09/05/2013

Vagas de estágio no Banco Central 2013

Jovens com ensino superior ainda incompleto podem ingressar no mercado de trabalho através dos programas de estágio que são realizados em todo o país. Geralmente, as...