Investir no Tesouro Direto: passo a passo

Existem várias formas de investir dinheiro, uma delas é o Tesouro Direto. As pessoas que apostam nesta área costumam comprar títulos públicos, através de…

Por Isabella Moretti em 21/12/2012

Existem várias formas de investir dinheiro, uma delas é o Tesouro Direto. As pessoas que apostam nesta área costumam comprar títulos públicos, através de um sistema criado pelo Governo Federal. Esta modalidade de investimento tem feito muito sucesso nos últimos anos e até mesmo roubado alguns investidores da poupança e da bolsa de valores.

O Tesouro Direto é uma opção de investimento com baixos riscos no mercado financeiro. (Foto:Divulgação)

O que é o Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um programa que vende títulos públicos para pessoas físicas. Para que os negócios possam ser realizados, o banco desempenha papel intermediário entre o investidor e o Governo Federal.

Várias vantagens estão associadas ao Tesouro Direto, como a alta rentabilidade, as baixas taxas administrativas e a possibilidade de diversificar os investimentos. O Tesouro Direto garante ao investidor maior poder sobre o patrimônio, além do que oferece segurança, comodidade e tranquilidade. Quem aposta na compra de títulos públicos também enfrenta baixíssimos riscos no mercado financeiro, ou seja, os ganhos não oscilam tanto como na bolsa.

Até pouco tempo atrás, os investidores podiam investir no mínimo 100 reais na compra de títulos públicos. A partir de 2012 a regra mudou e passou a permitir investimentos a partir de 30 reais no Tesouro Direto.

Saiba mais: Como funciona o Tesouro Direto

O Tesouro Direto visa vender títulos públicos para a pessoa física. (Foto:Divulgação)

Existem duas classes de títulos públicos: prefixados e pós-fixados. No primeiro grupo, o investidor tem conhecimento da rentabilidade no momento da compra. No segundo, não dá para saber com antecedência qual o retorno financeiro.

Passo a passo para investir em Tesouro Direto

Primeiro o investidor precisa escolher uma das instituições credenciadas ao programa Tesouro Direto. A lista com bancos e corretoras autorizados está disponível para consulta no site oficial. Depois de fazer o cadastro, mediante a apresentação dos documentos solicitados, o indivíduo pessoa física está apto a comprar títulos públicos.

Site oficial do Tesouro Direto. (Foto:Divulgação)

A compra de títulos públicos pode ser realizada de forma simples pela internet. Veja a seguir o passo a passo:

1. O investidor deve acessar o site oficial do Tesouro Direto e depois clicar na opção ‘Invista já’;

2. A página seguinte solicita o número do CPF e senha. A senha normalmente é fornecida pela corretora no momento da habilitação no programa;

3. Após fazer o login, o investidor pode visualizar todos os títulos disponíveis. Para investir, basta clicar no link ‘comprar’ no menu esquerdo;

3. Na tela seguinte é necessário clicar na opção da ‘lupa’. Aparecerá então uma tela menor com a lista de todas as instituições credenciadas no qual o CPF tem cadastro. O investidor deve escolher a corretora na qual tem o dinheiro a ser investido;

4. Depois de selecionar a corretora, a etapa deve ser concluída clicando no botão “confirmar”;

5. Com a corretora confirmada, aparecerão na página todos os títulos disponíveis para compra. Para adquirir, basta clicar em ‘comprar’;

6. Na próxima página o investidor deve escolher a quantidade de títulos, preencher o valor e depois concluir o processo clicando em “Incluir Título na Cesta”;

7. Na tela final, é necessário chegar os títulos escolhidos e confirmar as informações.

Veja também: Tesouro direto: investimentos

Top